Anúncio

Descoberta de estrada romana – Mais uma daquelas descobertas arqueológicas incríveis estão ocorrendo na Terra Santa, hoje a Autoridade de Antiguidades de Israel fez uma declaração a imprensa que após escavações de resgate iniciarem junto a cidade de Beit Shemesh, os arqueólogos encontraram nada menos que o caminho romano para a cidade durante o primeiro século, ou seja, contemporâneo a Jesus.

Mais uma vez, tudo começou por causa de um novo projetode abastecimento de água alternativo e a estrada romana foi encontrada junto ao que hoje é conhecido como o “caminho de Israel” um caminho que é utilizado por israelenses e turistas para conhecer o país de norte a sul.

Estrada romana desenterrada

A estrada romano é ampla e impressionante têm 2.000 anos de idade e está excepcionalmente preservada, foi descoberta neste mês de fevereiro passado em escavações arqueológicas da Autoridade de Antiguidades de Israel, juntamente com o ulpan “Amit Venus” de Beit Shemesh, perto da auto-estrada 375. A escavação foi realizada no âmbito do que estabelece empresa de águas de Beit Shemesh.

De acordo com Irena Zilbrbod, diretora da escavação, em nome da Autoridade de Antiguidades de Israel, “A forma como nós descobrimos, que teve há 2000 anos atrás um caminho semelhante a auto-estrada 375 de hoje, como uma largura de 6 metros, e continua ao longo do 1,5 km. Pelo visto, aparentemente, para ligar o assentamento romano que teve lugar em Beit Natif, com a estrada principal – a estrada do imperador. Desta forma, houve de fato um eixo central que ligava as principais comunidades Alaotrofolis (Bet Guvrin) e Jerusalém. A pavimentação feita para o imperador “a data aceitável é para a visita do Imperador Adrianos no país, por volta do ano 130 DC, ou um pouco mais tarde, durante a repressão da revolta de Bar Kochba em 132-135 DC. A presença de pedras de milhas (pedra de marcação de distâncias ), em homenagem ao imperador Adriano que foram anteriormente descobertos perto da estrada, reforça essa hipótese. ”

Moedas do primeiro e segundo século encontradas na estrada romana

Entre os marcos foram encontrada moedas do 2º ano da Grande Revolta (ano 67 DC), moeda que data do período de Umayyad, uma moeda do comissário da Judéia Pôncio Pilatos de 29 DC, e outra do Rei Agripa de 41 DC, cunhada em Jerusalém.

Até 2.000 anos atrás, a maioria das estradas do país, de fato, eram trilhas não demarcadas. Durante o período romano, como resultado das campanhas militares e outros eventos, começaram a rede rodoviária nacional e internacional a desenvolver. O governo romano estava bem ciente da importância dos meios apropriados para se mover no Império.

As principais formas – por exemplo, construir estradas imperiais, que eram antes estradas rurais que levavam as pequenas localizações produtores de commodities agrícolas. Milho, azeite e vinho, que foram os principais alimentos básicos, das novas estradas arredores do país, através das estradas principais, e de lá – para os maiores mercados no país e para o exterior.

Amit Shadman, arqueólogo distrito para a Autoridade de Antiguidades de Judá, disse que a estrada está perto da Beit Shemesh bíblica no Israel de hoje e acreditamos que ela vai despertar o interesse entre os viajantes quem vêm do Mundo inteiro.

A Autoridade de Antiguidades de Israel disse que o trecho da estrada romana vai ser preparada para visitação do público em geral.

0 903

Miguel Nicolaevsky

Pesquisador bíblico, escritor, fotógrafo e empresário. Vivendo a mais de 20 anos em Israel de onde dirige o portal de notícias Cafetorah.com. Palestrante em Geografia Bíblia, Exegese do Hebraico e Aramaico Bíblico, Tradutor Simultâneo e Conferencista, tudo por ELE, através dELE e dedicado para ELE.

Anúncio