Anúncio

O Monte Gilboa foi o cenário de um dos momentos mais dramáticos da história do Primeiro Reino Unido de Israel, palco da batalha entre Israel e os Filisteus ali caíram em batalha os filhos de Saul e ele lançou-se sobre sua espada ao ser morto pelos filisteus, os eus inimigos mortais. O local exato da batalha não é conhecido, mas tudo indica que deve ter sido no cume mais próximo a cidade de Jezreel que é conhecido hoje em Israel como o Monte Saul, temos o prazer de apresentar aqui para você imagens incríveis desta região.

A montanha do Gilboa é uma cordilheira que faz parte da Baixa Galileia e é a divisão natural entre o entre o Vale de Jezreel, o Vale do Rio Jordão e a região da Samaria ao sul.

Ora, os filisteus pelejaram contra Israel; e os homens de Israel fugiram de diante dos filisteus, e caíram mortos no monte Gilboa.  2 E os filisteus apertaram com Saul e seus filhos, e mataram a Jônatas, a Abinadabe e e a Malquisua, filhos de Saul.  3 A peleja se agravou contra Saul, e os flecheiros o alcançaram, e o feriram gravemente.  4 Pelo que disse Saul ae seu escudeiro: Arranca a tua espada, e atravessa-me com ela, para que porventura não venham esses incircuncisos, e me atravessem e escarneçam de mim. Mas o seu escudeiro não quis, porque temia muito. Então Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela.  5 Vendo, pois, e seu escudeiro que Saul já era morto, também ele se lançou sobre a sua espada, e morreu com ele.  6 Assim morreram juntamente naquele dia Saul, seus três filhos, e seu escudeiro, e todos os seus homens.  7 Quando os israelitas que estavam no outro lado do vale e os que estavam além de Jordão viram que os homens de Israel tinham fugido, e que Saul e seus filhos estavam mortos, abandonaram as suas cidades e fugiram; e vieram os filisteus e habitaram nelas.  8 No dia seguinte, quando os filisteus vieram para despojar os mortos, acharam Saul e seus três filhos estirados no monte Gilboa.  9 Então cortaram a cabeça a Saul e o despejaram das suas armas; e enviaram pela terra dos filisteus, em redor, a anunciá-lo no templo dos seus ídolos e entre e povo,  10 Puseram as armas de Saul no templo de Astarote; e penduraram o seu corpo no muro de Bete-sã.  11 Quando os moradores de Jabes-gileade ouviram isso a respeito de Saul, isto é, o que os filisteus lhe tinham feito,  12 todos os homens valorosos se levantaram e, caminhando a noite toda, tiraram e corpo de Saul e os corpos de seus filhos do muro de Bete-sã; e voltando a Jabes, ali os queimaram.  13 Depois tomaram os seus ossos, e os sepultaram debaixo da tamargueira, em Jabes, e jejuaram sete dias.

1 Samuel Capítulo 31

O Vale de Jizreel foi palco de inúmeras batalhas, a exemplo da batalha de Ein Jalut (عين جالوت), não longe do Monte Gilboa, em 1260. Nessa batalha sangrenta, os mamelucos lutaram contra os mongóis, que estavam a planejar invadir o Egito.

GEOGRAFIA DO GILBOA E DO VALE DE JEZREEL

Também conhecido como Vale de Esdrelon (ou ainda como Planície de Esdrelon), o vale é limitado ao sul pelos planaltos de Samaria e pelo Monte Gilboa, ao norte pela Baixa Galileia, ao oeste pela cordilheira do Monte Carmelo e ao leste pelo Vale do Jordão. É a vertente norte do que um dia foi um braço do Mar Morto, antes deste ter-se separado do Mediterrâneo, há muitos milhares de séculos. Estando no norte do país, o vale é servido por chuvas mais que o sul, o que favorece a agricultura. O Rio Kishon atravessa-o, desembocando na cidade de Haifa.

O Har Hagilboa (הר הגלבוע) é um monte de Israel que se ergue na planície de Esdraelom(O Vale de Jezreel). Em hebraico é Gilboa; na Septuaginta: Gelboué e na Vulgata: Gelboue. O significado da palavra é “Fonte Borbulhante”. Sua forma dá idéia de enorme espiral, orientada de norte a sudeste. Tem 13 km de comprimento por 9 de largura. Seu ponto culminante fica em Seih Burqan, com 502 m sobre o vale. A norte, para nordeste, limita-se com o riacho Galude; a oeste pelo Wadi Semmah e o el-Nusf, e o Wadi Subas ao sul. Sua formação é rochosa, com uma boa camada de terra na sua superfície. Nele se cultivam oliveiras, figueiras e alguns cereais que não necessitam de muita umidade.

Sem dúvida alguma o Monte Gilboa é a fronteira nordeste da Samaria e Sudeste da Galileia, sua posição geográfica provilegiada permite fazer dele um excelente ponto de observação dos exércitos inimigos que podem invadir do Oriente, dele se pode ver a Jordânia ao oriente e toda a extensão do Vale de Jezreel.

0 77

Miguel Nicolaevsky

Pesquisador bíblico, escritor, fotógrafo e empresário. Vivendo a mais de 20 anos em Israel de onde dirije o portal de notícias Cafetorah.com. Palestrante em Geografia Bíblia, Exegese do Hebraico e Aramaico Bíblico, Tradutor Simultâneo e Conferencista, tudo por ELE, através dELE e dedicado para ELE.

Anúncio