Anúncio

Video chocante vídeo mostra a mulher vestindo hijab rasgando bandeira de Israel em Bruxelas memorial aos mortos.

O canal de TV francês capturou as imagens tomadas na praça de la Bourse, mulher palestina pega bandeira de Israel.
Ela então pega a bandeira de Israel e rasga-a antes de esconder os pedaços rasgados. Em outro vídeo mostra um homem colocando a bandeira palestina sobre uma bandeira israelense.

Este é o momento chocante em que uma mulher remove uma bandeira de Israel de um memorial aos mortos em Bruxelas e rasga-la, antes de esconder os pedaços debaixo de uma outra bandeira, a da Geórgia.

Durante o clipe, que é pouco mais de um minuto de duração, uma mulher palestina vestindo um hijab, um casaco marrom e um lenço pega a bandeira de Israel que estava à luz de velas, em Bruxelas na ‘Place de la Bourse, e tampa-a com a bandeira da suécia.

Ela se abaixa para pegar a bandeira de Israel azul e branco, levanta-a e começa a rasgar-la.

Ela, então, coloca as peças sob outra bandeira, que parece que ele poderia ser o símbolo da Geórgia

Ela se abaixa para pegar a bandeira de Israel azul e branco e começa a rasgar-se, antes de colocar as peças sob outra bandeira, que parece que ele poderia ser o símbolo da Geórgia

A mulher então sai fora disparando, com um dos muitos espectadores que se aproximam dela para interrogá-la sobre suas ações chocantes.

Não está claro se ela colocou a bandeira palestina no lugar da bandeira de Israel, no entanto, você pode ver que ela já não está carregando quando ela se afasta.

Enquanto ela caminha fora das câmeras ela já não está carregando a bandeira palestina, provavelmente deixou-a no luar da israelense.

Este vídeo chocante não é a única vez que uma bandeira de Israel foi adulterada no memorial.

Outro clipe mostra um homem, vestindo calça bege, uma jaqueta com capuz preto e luvas, entrando no meio do memorial à luz de velas.
Ele pega uma bandeira palestina e coloca-o sobre a bandeira de Israel para que ela não possa mais ser vista.

Desde os ataques terroristas trágicos que tiveram lugar em Bruxelas na terça-feira, a Place de la Bourse – praça externa a bolsa de valores da Bélgica – tornou-se um lugar onde aqueles que desejam podem demonstrar seus respeitos às vítimas e suas famílias.
Milhares se reuniram ali para uma vigília à luz de velas na terça-feira à noite, poucas horas depois de 34 pessoas perderam suas vidas. Alguns carregavam cartazes que diziam: ‘Je Suis Bruxelles’.

O Estado e o Povo de Israel foram os primeiros a demonstrar solidariedade com o povo da Bélgica, por sua vez não ouvimos nenhuma declaração séria de nenhuma autoridade palestina em relação ao incidente. O comportamento dos dois palestinos ou pró-palestinos é o mesmo daqueles que são vizinhos de Israel, eles são apenas usurpadores, querem usurpar a Terra Prometida e querem usurpar até mesmo a solidariedade judaica, uma vergonha.

Viva o Povo da Bégica, Viva o Povo de Israel!

0 334

Miguel Nicolaevsky

Pesquisador bíblico, escritor, fotógrafo e empresário. Vivendo a mais de 20 anos em Israel de onde dirije o portal de notícias Cafetorah.com. Palestrante em Geografia Bíblia, Exegese do Hebraico e Aramaico Bíblico, Tradutor Simultâneo e Conferencista, tudo por ELE, através dELE e dedicado para ELE.

Anúncio