Anúncio

O local exato do Monte Horebe ou Monte Sinai descrito no livro de Êxodo na Bíblia ainda é incerto. Por causa das palavras do Apóstolo Paulo em Gálatas 4:25, levantou-se nos últimos anos a hipótese de que a localização dele é na península arábica, hoje na Arábia Saudita, o Programa a Bíblia Viva vai te ajudar a chegar a melhor conclusão:

“Ora, esta Agar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém que agora existe, pois é escrava com seus filhos.” Gálatas 4:25

Motivos pelo qual o Monte Sinai ou Monte Horebe deve ser na Península do Sinai e não na Arábia Saudita

Programa a Bíblia Viva - Monte Sinai ou Monte HorebeEste texto porém não trata de uma descrição geográfica, a intensão do autor Paulo não era revelar a localização exata do monte sagrado, afinal de contas, ele, Paulo concerteza não gostaria de transforma nenhuma montanha fora de Israel como lugar sagrado, o texto na realidade fala de uma metáfora entre os filhos da rebelião e os filhos da promessa, aqueles que agora nascem em Sião, destinados a Salvação no Mashiach, portanto, tentar localizá-lo por um texto como este é simplesmente desconhecer a função real do mesmo, além disso, a tradição do Monte Sinai na península do Sinai pode ser tão antiga ou mais que o texto escrito pelo Apóstolo Paulo.

Agora, para fotalecer ainda mais a idéia de que o Sinai pode ser realmente na península hoje conhecida como península do Sinai devemos lembrar que os povo eram nômades, ou seja, as fronteiras passadas não eram fixas, hoje sabemos por exemplo que os ismaelitas nabateus viveram por mais de 4 séculos no sul de Israel, e ocuparam parte da região da Tribo de Judá durante o período do Rei Herodes, ele mesmo com um braço familiar nabateu.

Na história da antiguidade, sabemos hoje que os midianitas e os amalequitas, o caso é descrito em Josué 6 se uniram contra os israelitas quando eles viviam no sul de Israel, e que antes eram provavelmente inimigos, ver caso de disputa entre as filhas de Reuel(Jetro) e os pastores(não está claro mas é bem provável que sejam amalequitas, pois não haveria disputa entre os do mesmo povo).

Sendo assim, o território dos Midianitas poderia começar em algum lugar ao oriente, na Jordânia e Arábia Saudita e se extender até o Negev e o Sinai de hoje, portanto, a arábia descrita por Paulo poderia bem ser do lado do Sinai de hoje e não necessariamente onde hoje conhecemos como Arábia Saudita.

Programa a Bíblia Viva - Monte Sinai ou Monte HorebeO Monte Sinai é sem dúvida alguma um dos lugares mais importantes para as três grande fés monoteístas existentes no Mundo, o Judaismo, Cristianismo e Islamismo. Não há como determinar realmente onde é o local citado na Bíblia para os acontecimentos dos adventos da revelação do Eterno ao Povo de Israel, porém, nos dias de hoje, o local mais aceito pela grande maioria fica na região hoje chamada de Península do Sinai, uma região entre o Egito e o Estado de Israel.

O Monte Sinai, Har Sinai em Hebraico e Jabal Musa em Árabe é também conhecido como Monte Horebe, Monte Musa, Musa Gabal (árabe egípcio), Musa Jabal (árabe comum) significam “a Montanha de Moisés”, é uma montanha perto de Montastério de Santa Catarina na Península do Sinai do Egito . A montanha chamada Monte Sinai é mencionada muitas vezes no livro do Êxodo na Torah, o Pentateuco da Biblia, bem como o Alcorão. De acordo com a tradição judaica, cristã e islâmica, o bíblico Monte Sinai era o lugar onde Moisés recebeu o Dez Mandamentos.

Monte Sinai é chega a uma altitude de de 2285m (7.497 pés) na montanha perto de monastério de Santa Catarina na região central do Sinai. Ao lado do Mount St. Catherine (2.629 m / 8.625 pés, que é na realidade o pico mais alto do Sinai península). Ele esté cercado por todos os lados dos cumes mais altos da cordilheira.

As rochas do Monte Sinai foram formados na fase tardia do Escudo Arábico-Nubian. O Monte Sinai mostra um complexo em forma de anel que consiste em granitos alcalino com diversos tipos de rocha, incluindo vulcânicas. A gama de granitos na composição da syenogranite ao granito feldspato alcalino. As rochas vulcânicas são de alcalinas para peralkalinas e eles são representadas por fluxos dubterrâneos e erupções subvulcânicânicas pórfiricas. Geralmente, a natureza das rochas expostas no Monte Sinai indica que eles se originaram a partir de diferentes profundidades.

Programa a Bíblia Viva - Monte Sinai ou Monte HorebeBíblico Monte Sinai foi um dos mais sagrados e importantes locais para as Religiões Abraâmicas.

De acordo com a tradição beduína, foi a montanha onde Deus deu leis aos israelitas. No entanto, as primeiras tradições cristãs consideravam este advento no próximo Monte Serbal , no sopé da qual o mosteiro foi fundado no século IV, foi somente no século 6 é que o mosteiro mudou-se para o pé do Monte Catherine , seguindo a orientação de Josephus, a afirmação anterior de que Sinai era a montanha mais alta na área. Jebel Musa, que é adjacente ao Monte Catherine, foi igualado com Sinai, pelos cristãos, somente após o século XV. Ortodoxias cristãs escolheram esta montanha no terceiro século, georgianos do Cáucaso mudaramse para a Península do Sinai no século V, e uma colônia da Geórgia foi formada alí no século IX. Os georgianos erigiram seus templos próprios na área do moderno Monte Sinai. A construção de um templo como estava conectado com o nome de David, seu construtor, que contribuíram para a edificação de templos na Geórgia e também no exterior. Haviam motivos políticos, culturais e religiosos para localizar o templo no Monte Sinai. Ali vivem monges georgianos profundamente conectados com a sua pátria, a Georgia. Alguns dos manuscritos georgianos do Sinai permanecem ali, mas outros são mantidos em Tbilisi, São Petersburgo, Praga, Nova York, Paris e em coleções particulares.

Alguns estudiosos modernos da Bíblia acreditam agora que os israelitas teriam cruzado a península do Sinai em uma rota direta, ao invés de se desviarem para o extremo sul (assumindo que eles não atravessam o ramo oriental do vermelho em barcos ou em um banco de areia, e, portanto, indicam o monte bíblico em outro lugar.

O Cântico de Débora, que alguns estudiosos textuais consideram ser uma das origens textuais mais antigas da Bíblia, sugere que o Senhor habitou no monte Seir, os estudiosos acreditam em uma localização em Nabatea (moderna Arabia Saudita). Alternativamente, as descrições bíblicas do Sinai podem ser interpretada como descrevendo um vulcão, e assim por um pequeno número de estudiosos ele têm sido considerado nos locais no noroeste da Arábia Saudita, pois não existem vulcões na Península do Sinai.

O Mosteiro de Santa Catarina ao pé do Monte Sinai

O Mosteiro de Santa Catarina situa-se na Península do Sinai , na entrada de um desfiladeiro inacessíveis ao pé do Monte Sinai, a moderna cidade de St. Catherine fica no Egito a uma altitude de 1550 metros. O mosteiro é greco-ortodoxo e é um Património Mundial da UNESCO. De acordo com o relatório da UNESCO (60.100 ha / Ref: 954) este mosteiro é o mais antigo mosteiro cristão em funcionamento no mundo – embora o Mosteiro de Santo António , situado em frente ao Mar Vermelho, no sul do deserto do Cairo, também reivindica esse título.

Descoberta do roteiro antigo desconhecido – caucasianos albaneses – O Monte Sinai

Um incêndio devastador em 1971 no Mosteiro de Santa Catarina. Levaram à descoberta de 1100 manuscritos que tinham sido mantidos em uma cripta abaixo do piso da capela, mas que tinha sido totalmente esquecida até que foram descobertos acidentalmente durante a reconstrução da capela em 1975. A descoberta mais importante foi um palimpsesto manuscrito que tinha roteiro da Geórgia sobre a camada visível, mas um roteiro desconhecido, que foi pouco visível na camada subjacente e que acabou por ser um antigo texto dos caucasianos albaneses.

Em 1990, Dr. Zaza Aleksidze, Diretor do Centro de Manuscritos em Tbilisi na Geórgia , descobriu o manuscrito desconhecido. Em 1996, ele identificou-o como sendo caucasianos-albanes, um manuscrito que tem 52 letras como base dos idiomas georgianos, etíopes, e alfabetos armênios. O manuscrito foi descrito como uma linguagem do Cáucaso, que foi o ancestral para o idioma falado pelos atuais Udis , que vivem em três aldeias no Azerbaijão e na Geórgia. Em 2001, Aleksidze foi capaz de decifrar sua primeira palavra – ” Thesalonike “, referindo-se a passagens no Novo Testamento que São Paulo dirigida ao Tessalonicenses, e mais tarde ele identificou o texto com cerca de 300 páginas como um dos primeiros Lecionários existentes na religião cristã (séculos V e VI da era cristã).

Existem duas rotas principais para o cume. A rota mais longa e mais rasa, Siket El Bashait, leva cerca de 2,5 horas a pé, apesar de camelos pode ser usado. Quanto mais íngreme percurso, mais direta (Siket Sayidna Musa) é a 3750 “passos de penitência” na ravina atrás do monastério.

Mesuita Cimeira

O cume da montanha tem uma mesquita que ainda é usada pelos muçulmanos(beduínos que vivem na região). Ela também tem uma capela grega-ortodoxa, construída em 1934 sobre as ruínas de uma igreja do século XV, que não está aberta ao público. A capela abriga a rocha que é considerado ser a fonte para o bíblica para as tábuas de pedra. Na cimeira também está a “Caverna de Moisés”, onde Moisés teria esperado para receber o Dez Mandamentos.

A península do Sinai atrai milhares de pessoas todos anos tanto para o turismo religioso quanto o turismo de deserto e praias devidos suas águas calmas e cristalinas conforme podem ser vistas no video acima. Durante o ano todo os turistas que mais visitam a região são os vizinhos de Israel devido aos bons serviços e ao baixo custo. Normalmente, durante as festas judaicas é possível ver até mesmo 50.000 israelenses curtindo os feriadões na península.

Conheça a península do Sinai e o Monte Sinai através desde vídeo incrível – Video HD

Um Jardim Beduino no Monte Sinai – Video HD

Programa a Bíblia Viva – Egito, Sinai e Jordânia – Video HD

Mosteiro de Santa Catarina e o Monte Sinai – Video HD

Programa a Bíblia Viva – Descendo do Monte Sinai – Video HD

Nascer do Sol no Monte Sinai – Video HD

Programa A Bíblia Viva – Subindo o Monte Sinai – Monte Horebe – Video HD

Peninsula do Sinai no Egito e o Monte Sinai – Video HD

O Monte Sinai em vídeo – Video HD

0 1.75 K

Miguel Nicolaevsky

Pesquisador bíblico, escritor, fotógrafo e empresário. Vivendo a mais de 20 anos em Israel de onde dirije o portal de notícias Cafetorah.com. Palestrante em Geografia Bíblia, Exegese do Hebraico e Aramaico Bíblico, Tradutor Simultâneo e Conferencista, tudo por ELE, através dELE e dedicado para ELE.

Anúncio