Anúncio

Mais uma vez tivemos o privilégio de poder trazer a vocês não somente as imagens, mas também as duas principais histórias bíblicas relacionadas com Dotan, As antiga cidade bíblica, conhecida como Tel Dothan, suas ruínas e sua localização no norte da Samaria nos revelam um pouco do passado glorioso do Povo de Israel e seus milhares de vilarejos.

Dotan está localizada no meio do vale de Dotan que é cortado pelo riacho de Hadera em duas partes, uma ao sul, outra ao norte, conforme vamos subindo o vale desde ocidente em direção ao oriente ocorre uma bifurcação, bem no meio desta divisão está Tel Dothan, as ruínas da cidade bíblica.

tel-dothan-4

O Vale de Tel Dothan, cenário bíblico

Dothan aparece em duas importantes histórias bíblicas, a primeira é relacionada a José, foi bem próximo da cidade que seus irmãos o aprisionaram e o venderam aos ismaelitas e midianitas.

A segunda história está relacionada com o profeta Eliseu, seu servo e o exército inimigo da Síria, na ocasião o seu servo teme o exército inimigo e então Eliseu ora para que seus olhos sejam abertos.Os irmãos de José o vendem

Disse, pois, Israel a José: Não apascentam os teus irmãos junto de Siquém? Vem, e enviar-te-ei a eles. E ele respondeu: Eis-me aqui.
E ele lhe disse: Ora vai, vê como estão teus irmãos, e como está o rebanho, e traze-me resposta. Assim o enviou do vale de Hebrom, e foi a Siquém.
E achou-o um homem, porque eis que andava errante pelo campo, e perguntou-lhe o homem, dizendo: Que procuras?
E ele disse: Procuro meus irmãos; dize-me, peço-te, onde eles apascentam.
E disse aquele homem: Foram-se daqui; porque ouvi-os dizer: Vamos a Dotã. José, pois, seguiu atrás de seus irmãos, e achou-os em Dotã.
E viram-no de longe e, antes que chegasse a eles, conspiraram contra ele para o matarem.
E disseram um ao outro: Eis lá vem o sonhador-mor!
Vinde, pois, agora, e matemo-lo, e lancemo-lo numa destas covas, e diremos: Uma fera o comeu; e veremos que será dos seus sonhos.
E ouvindo-o Rúben, livrou-o das suas mãos, e disse: Não lhe tiremos a vida.
Também lhes disse Rúben: Não derrameis sangue; lançai-o nesta cova, que está no deserto, e não lanceis mãos nele; isto disse para livrá-lo das mãos deles e para torná-lo a seu pai.
E aconteceu que, chegando José a seus irmãos, tiraram de José a sua túnica, a túnica de várias cores, que trazia.
E tomaram-no, e lançaram-no na cova; porém a cova estava vazia, não havia água nela.
Depois assentaram-se a comer pão; e levantaram os seus olhos, e olharam, e eis que uma companhia de ismaelitas vinha de Gileade; e seus camelos traziam especiarias e bálsamo e mirra, e iam levá-los ao Egito.
Então Judá disse aos seus irmãos: Que proveito haverá que matemos a nosso irmão e escondamos o seu sangue?
Vinde e vendamo-lo a estes ismaelitas, e não seja nossa mão sobre ele; porque ele é nosso irmão, nossa carne. E seus irmãos obedeceram.
Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata, aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito.
Voltando, pois, Rúben à cova, eis que José não estava na cova; então rasgou as suas vestes.
E voltou a seus irmãos e disse: O menino não está; e eu aonde irei?
Então tomaram a túnica de José, e mataram um cabrito, e tingiram a túnica no sangue.
E enviaram a túnica de várias cores, mandando levá-la a seu pai, e disseram: Temos achado esta túnica; conhece agora se esta será ou não a túnica de teu filho.
E conheceu-a, e disse: É a túnica de meu filho; uma fera o comeu; certamente José foi despedaçado.
Então Jacó rasgou as suas vestes, pôs saco sobre os seus lombos e lamentou a seu filho muitos dias.
E levantaram-se todos os seus filhos e todas as suas filhas, para o consolarem; recusou porém ser consolado, e disse: Porquanto com choro hei de descer ao meu filho até à sepultura. Assim o chorou seu pai.
E os midianitas venderam-no no Egito a Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda.

Gênesis 37:13-36

O Profeta Eliseu e seu servo

E o rei da Síria fazia guerra a Israel; e consultou com os seus servos, dizendo: Em tal e tal lugar estará o meu acampamento.
Mas o homem de Deus enviou ao rei de Israel, dizendo: Guarda-te de passares por tal lugar; porque os sírios desceram ali.
Por isso o rei de Israel enviou àquele lugar, de que o homem de Deus lhe dissera, e de que o tinha avisado, e se guardou ali, não uma nem duas vezes.
Então se turbou com este incidente o coração do rei da Síria, chamou os seus servos, e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel?
E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir.
E ele disse: Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo. E fizeram-lhe saber, dizendo: Eis que está em Dotã.
Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade.
E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos?
E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.
E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.
E, como desceram a ele, Eliseu orou ao Senhor e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. E feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu.

2 Reis 6:8-18

A maior parte dos indícios arqueológicos de Tel Dothan estão relacionados ao período dos reis de Israel, ou seja, exatamente conforme o relato bíblico que é deste mesmo período, e foi nesta época que a cidade chegou em seu auge, declinando depois por causa do cativeiro.

Há indícios que durante o período do pós-exílio judaico, os judeus voltaram a viver em Dotan bem semelhante ao ocorrido na Judéia, ao contrário das cidades na região central da Samaria que foi habitada pelos samaritanos que eram estrangeiros que foram trazidos da região de Cuta e que tentaram se adaptar a religião local dos israelitas mas nunca se integraram com os judeus.

tel-dothan-2

Gumkha

Em nossa viagem podemos ver uma grande quantidade de paredes das casas israelitas espalhadas por toda a colina de ruinas(TEL), mas o que realmente me chamou a atenção foi a grande quantidade do que em Hebraico se chama Gumkha, ou seja, uma espécie de silo ou armazém, construído normalmente de forma redonda como uma torre e que era utilizado para armazenar o trigo, o que revela que a cidade era bem próspera, outro detalhe importante é o tamanho do TEL, creio que é bem grande, suas proporções não ficam muito longe do TEL LACHISH(Laquis bíblica) que era considerada a segunda maior cidade da Judeia no período dos reis de Israel.

Os mais importantes indícios arqueológicos relacionados a nossa história em relação a Tel Dothan e José foram a descoberta notável de uma câmara de sepulcro preservado contendo grandes quantidades de cerâmica e cerca de 100 esqueletos de cananeus, os arqueólogos declararam que isto foi uma descoberta significativa sobre a história do site. Além disso, em uma das últimas escavações, os arqueólogos encontraram um altar de sacrifícios semelhante ao encontrado em Tel Beer Sheva, Tel Dan e Tel Shilo, o altar é do mesmo período do profeta Eliseu e pode até mesmo ter sido utilizado por ele. Infelizmente a maioria destes artefatos preciosos não estão nas mãos do governo de Israel, mas podem ser vistos em um pequeno museu no Colégio da Catedral de São George em Jerusalém.

tel-dothan-3Tel Dotan está localizada exatamente no cenário descrito na história do conflito entre os filhos de Israel e José, conforme está descrito que após vir da região sul, José passa por Siquém até chegar em Dotã, na parte baixa de Dotã, bem no vale o visitante pode ver dois grandes poços, um deles que segundo a tradição dos camponeses árabes em parte descendentes do judeus, se chama Poço de Yussuf, ou seja, Poço de José. O texto no original diferencia Poço escavado de Poço natural, ou seja, Beer ou Bor, a palavra usado no original é bor, ou seja, um buraco, mas que poderia ter sido aproveitando e posteriormente alargado e transformado em um posso. A tradição por si só nos dá a entender que o poço que você vêem aqui é realmente o mesmo, claro que então não era tão bem preparado e acabado, talvez fosse até mais estreito, mas sua proximidade com a antiga cidade, mas ao nível do vale, faz dele o cenário perfeito para esta história incrível.

Infelizmente Tel Dothan e o poço de José estão bem longe das trilhas turísticas, até por que a visita de pessoas ali sem autorização é proibida por questões de segurança, a nossa esperança é que esta nossa visita e documentário tenham servido para lançar um pouco mais de luz e revelar um pouco mais do fundo histórico, geográfico e espiritual deste local incrível.

0 416

Miguel Nicolaevsky

Pesquisador bíblico, escritor, fotógrafo e empresário. Vivendo a mais de 20 anos em Israel de onde dirije o portal de notícias Cafetorah.com. Palestrante em Geografia Bíblia, Exegese do Hebraico e Aramaico Bíblico, Tradutor Simultâneo e Conferencista, tudo por ELE, através dELE e dedicado para ELE.

Anúncio