10 coisas que você nunca deve fazer em Israel

, ,

No estado de Israel bem como em todos os países, há sempre algo que não aconselhamos a ninguém fazer, caso contrário poderá ter uma péssima experiência no país.

  1. Nunca vá a Israel se não está acostumado com pessoas qua falam alto, são espontâneas, não limpam as mãos antes de te cumprimentar, é melhor nem pensar em visitar o país.
  2. Nunca ache que a gorjeta está incluida na conta do restaurante, você poderá se surpreender em restaurantes árabes como eles podem se tornar desagradáveis com a sua "inocência".
  3. Nunca peça simplesmente uma água em um restaurante, ela nunca é mineral, e se for na Cidade Velha de Jerusalém sua saúde corre perigo.
  4. Nunca mergulhe no Mar Morto, você irá se arrepender amargamente
  5. Nunca tente tirar fotos no Muro das Lamentações no Sábado, você pode ter sua câmera quebrada, e o seu nariz também.
  6. Nunca dê seu passaporte na mão de ninguém a não ser que seja uma autoridade policial
  7. Nunca negocie em uma loja de judeus, normalmente o preço é fixo, o máximo que ele vai te dar é 10% de desconto e olhe lá
  8. Nunca deixe de negociar em uma loja de árabes, se ele não negocia vai te avisar, mas se não te avisar, este é o seu esporte preferido, mas nunca abuse disso, seja honesto(a) e não tente explora-lo.
  9. Nunca deixe para sair de Israel depois que seu visto venceu, isto poderá fechar as portas para você por pelo menos 10 anos.
  10. Nunca vá a um casamento ou aniversário em Israel sem levar algum dinheiro para o casal ou aniversariante, para casamento o mínimo é 200 shekels, para aniversariantes jovens 100 shekels, nunca leve presentes para crianças a partir de Bar ou Bat Mitzvah.

2 respostas
  1. Pedro Aurélio
    Pedro Aurélio says:

    São regras interessantes, mas eu sempre questiono esse tipo de coisa. Um turista não precisa, necessariamente, conhecer certas regras culturais do país; para mim, o nativo tem que entender isso. Acho uma grande falta de educação um nativo destratar um visitante simplesmente porque desconhece seus costumes. Um pouco de boa vontade vale nessa hora para explicar como as coisas funcionam.
    Interessante é que aqui no Brasil nós aceitamos todos do jeito como são, não temos essas frescuras e estamos sempre dispostos a ajudar, explicar, etc.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *