A Cúpula diplomática dos Estados Unidos e o acordo de PAZ entre Israel e Palestinos

Acordo de PAZ - Quatro altos funcionários dos EUA, incluindo a embaixador dos EUA na ONU, Nikki Haley, publicaram um artigo na CNN dizendo que o plano de paz israelense-palestino "será baseado em uma abordagem realista que reconheça as necessidades legítimas de ambos os lados e os interesses da região como um todo".

O artigo também foi publicado por Jared Kushner, conselheiro e genro do presidente Donald Trump, embaixador dos EUA em Israel, David Friedman, e emissário de Trump para a região, Jason Greenblatt.

A cúpula diplomática dos Estados Unidos está no entanto um tanto otimista e acredita que pode haver chance para um acordo de PAZ. Infelizmente sabemos que o lado israelense nunca foi o impecilho e sempre esteve disposto a negociar e chegar a um acordo, o problema é que nestes 70 anos desde a fundação do Estado de Israel, nenhum árabe "palestino" reconheceu o Estado de Israel como o lar legítimo do povo judeu.

Infelizmente a liderança palestina sob o comando de Abu Mazen(Abbas), já se mostrou contra qualquer proposta por parte dos americanos, declarando o governo Trump como ilegítimo em qualquer negociação de paz entre israelenses e palestinos. O que os palestinos esquecem-se é que todos os governos americanos foram pró palestinos, contudo o Estado de Israel nunca se recusou a negociações com os palestinos. Isto demonstra que os palestinos, ou pelo menos sua liderança, ainda não está amadurecida o suficiente para tomar uma decisão corajosa rumo a paz.

eTeacher Banner Central