Bolsonaro será testado sobre Jerusalém

Jair Bolsonaro ainda não entrou no governo e os árabes já estão pressionado-o a respeito de sua decisão de transferir a Embaixada do Brasil em Tel Aviv para a Capital de Israel, Jerusalém.

O The Times of Israel publicou que o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, sugeriu nesta terça-feira estar preparado para fazer uma rápida reviravolta nos planos de transferir a embaixada do país de Israel de Tel Aviv para Jerusalém.

Na semana passada, Bolsonaro reiterou uma promessa de campanha para seguir a liderança do presidente dos EUA, Donald Trump, trocando a embaixada do centro econômico e tecnológico de Israel para sua capital.

Mas na terça-feira, ele retrucou em seus planos alegando que "ainda não foi decidido".

O político de extrema direita estava respondendo a uma pergunta de repórteres sobre o Egito adiando uma visita programada do ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes.

"Pelo que sei, é devido a um problema no calendário", disse Bolsonaro em sua primeira visita à capital Brasília desde que venceu o segundo turno das eleições de 28 de outubro contra o oponente esquerdista Fernando Haddad.

"Seria prematuro para um país tomar medidas de retaliação contra algo que ainda não foi decidido."

Jair Bolsonaro será testado em sua integridade justamente a respeito de Jerusalém

Jerusalém continua sendo uma pedra pesada para todos os povos, e a Cidade Santa será o teste de Jair Bolsonaro, se ele recuar, mostrará o Mundo que não veio para governar e determinar política, mas sim ser controlado, influenciado e manipulado.

Donald Trump em sua decisão de mudar a Embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv para Jerusalém, mostrou ao Mundo que ele é um líder de verdade, que mais importante do que sua agressividade, seu carisma, suas promessas, a integridade de cumprir algo tão importante foi-lhe revertida em crédito. Hoje o Mundo sabe que os Estados Unidos retomou a liderança diplomática mundial.

A pergunta é, ficará Jair Bolsonaro ao lado da benção de Isaque e Israel ou da maldição de Ismael e Esaú?

Para o bem do Brasil, espero que Jair Bolsonaro cumpra sua promessa e exatamente como Donal Trump, não hesite em se posicionar ao lado do Povo de Israel, ao lado do Estado de Israel, e ao lado do que é Justo, não somente biblicamente, mas principalmente moralmente.

Banner Camisetas Cafetorah