Colunista do Diário do Governo da Jordânia: Não há Justificação para as armas do Hezbollah

,

Armas do Hezbollah - Em meio à preocupação na Jordânia sobre a presença de forças xiitas pró-Irã na fronteira Jordânia-Síria, e após a declaração da Liga Árabe de 19 de novembro de 2017, de que o Hezbollah é uma organização "que apóia grupos terroristas no mundo árabe". Fahd Al-Fanek, colunista sênior do jornal jordaniano Al-Rai, escreveu que não há justificativa para a posse de armas do Hezbollah. A afirmação de que o Hezbollah precisa dessas armas para se opor a Israel é infundada, disse ele. É porque essa organização não atuou contra Israel desde a guerra de 2006, e também porque as fazendas Shab'a - que o Hezbollah cita como uma das razões da sua hostilidade contínua em relação a Israel - estão em território sírio, em vez de libanês, desde que Israel as ocupou em 1967.

Al-Fanek acrescentou que, em vez de lutar contra Israel, o Hezbollah está servindo o Irã, arrastando o Líbano para conflitos na Síria e em outros lugares; Além disso, sua atividade militar prejudica a segurança do Líbano e sua economia baseada no turismo e mina a capacidade do país de atuar como uma democracia.

"O secretário-geral do Hezbollah libanês, Hassan Nasrallah, confirmou em várias ocasiões que seu partido mantém suas armas devido à incapacidade do exército libanês de enfrentar Israel. O presidente libanês Michel 'Aoun repetiu isso quando justificou o Hezbollah armado, e acrescentou que este partido armado não seria mais justificado em manter seu arsenal uma vez que o exército libanês alcançou a capacidade de enfrentar Israel, há muito tempo.

"Esta é uma afirmação sem fundamento, pelo simples motivo de que nenhum exército árabe existente tenha a capacidade de derrotar o exército de Israel. Isso é verdade para todos os países árabes, grandes e pequenos. Então, como alguém pode esperar que o menor estado árabe(o Líbano?) possa superar militarmente a Israel? Neste contexto, lembremos o compromisso dos presidentes americanos de manter a vantagem de Israel sobre os exércitos árabes, separadamente ou em conjunto. Então, eu me pergunto quando o exército libanês, por si só, pode se tornar um rival igual do Exército israelense?

"A resistência é uma palavra mágica que(ostensivamente) legitima toda atividade armada. Mas a resistência(contra Israel), se existe, não ocorreu desde 2006, ou seja, há 11 anos - e isso é porque Israel conseguiu restaurar a segurança no sul do Líbano e expulsou o Hezbollah da região para Beirute, onde eles estabeleceram uma nova fortaleza, no sul da Dahia. Uma vez estabelecido lá, o Hezbollah dedicou suas energias ao seu papel político armado, não só no Líbano, mas também na Síria, no Iraque e o Yemen. Para que o Irã possa invocá-lo a realizar tarefas em seu nome.

"O Líbano é um país pequeno cuja economia depende do turismo e dos serviços, e seus interesses exigem laços fortes com os outros estados árabes. Mas o Hezbollah privou o Líbano de sua segurança e o envolveu em conflitos inter-árabes, que serve apenas aos iranianos e seus planos para a região. Alguns dizem que as fazendas Shab'a são território libanês ainda sob ocupação israelense, mas o Hezbollah não fez nada para libertá-los. As fazendas Shab'a podem ser território libanês, mas foi a Síria quem os anexou. Na guerra de junho de 1967, Israel os tirou da Síria em vez do Líbano, e Israel diz que os devolverá à Síria, uma vez que haja paz entre eles.

"Em qualquer caso, os seguintes fatos permanecem:
"Hezbollah é uma força militar subordinada a um país estrangeiro, o Irã.
"É uma organização sectária cujos membros são xiitas(os mais extremistas).
"A liderança do Hezbollah é uma liderança religiosa, como é evidente pelos fatos de que seu líder Nasrallah ser um clérigo e está subordinado à regra do Jurisprudente em Qom no Irã.
"O Hezbollah é o único partido armado no Líbano, então, como as relações democráticas entre os diferentes lados podem ser mantidas quando somente um deles está armado?
"O Hezbollah é o verdadeiro líder do Líbano. Controla o governo, as instituições, os aeroportos e portos..."

Fonte: MEMRI - Foto: Wikimedia - Flirck

 

1 responder
  1. Isaías
    Isaías says:

    Deus disse a Jacob : abençoarei a quem te abençoar e amaldiçoarei a quem te amaldiçoar. Yeshua disse a mulher samaritana: a salvação vem dos Judeus.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *