Considerações sobre o Nascimento de Jesus(Yeshua)

Top Banner eTeacher
Não há oportunidade melhor para refletir sobre o Nascimento de Jesus Cristo ( Yeshua Hamashiach ) do que no dia em que os sinos estão tocando e o velhinho estranho de roupas vermelhas está circulando pelas ruas das grandes cidades ocidentais no mundo inteiro. apesar de que por muitos anos este tipo de visão justamente na Terra Santa poderia parecer algo desafinado na paisagem judaica ou muçulmana que são predominantes aqui, ainda sim era possível ver somente em cidades onde a presença cristã é bem mais percebida.

Nos últimos anos cresce um fenômeno estranho, mais e mais israelenses cedem ao "espírito do natal" se fantasiando com chapéus vermelhos e comemorando principalmente a passagem de ano, pois Hag Hamolad ( Natal ) é ainda uma barreira muito grande a ser transpassada.

Bem depois de ser questionado já algumas vezes a respeito do nascimento de Yeshua Hamashiach coloco um pouco de ordem nas pistas que as escrituras sagradas nos dão a respeito do período em que o nosso Mashiach Yeshua nasceu. Esta exposição dos fatos descristos na Bíblia não tem a intensão de ser este a última palavra sobre o assundo, mas somente um referêncial para que outras pessoas venham a se aprofundar no assunto de quando poderia ter ocorrido realmente o primeiro Natal, ou seja o nascimento de Yeshua Hamashiach Ben Yosef e Miriam.

De uma forma geral. Segundo a grande maioria dos acadêmicos no judaísmo messiânico, a mais provável época do nascimento de Yeshua teria sido na conhecida Festa de Sucote, ou seja, Festa dos Tabernáculos ou das Cabanas. A conclusão está baseada no no texto que mostra que o sacerdote Zacarias teria visitado o templo e oferecido incenso a Adonai um pouco antes de sua esposa engravidar, verifique o texto e acompanhe o nosso raciocínio:

Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel. Lucas 1:5
E Zacarias, vendo-o, turbou-se, e caiu temor sobre ele. Lucas 1:12
Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João. Lucas 1:13

Considerando que Zacarias pertencia a ordem de Abias segundo as turmas dos sacerdotes, verifique o que diz os textos a seguir:

A sétima a Hacoz, a oitava a Abias, I Cronicas 24:10
A vigésima terceira a Delaías, a vigésima quarta a Maazias. I Cronicas 24:18
O ofício destes no seu ministério era entrar na casa do SENHOR, segundo lhes fora ordenado por Arão seu pai, como o SENHOR Deus de Israel lhe tinha mandado. I Cronicas 24:19

Sendo que segundo o próprio texto haviam 24 Turmas de Sacerdotes. Cada Turma servia por cerca de duas semanas de serviço. A primeira turma iniciaria seus trabalhos no primeiro dia do primeio mês da Pascoa, sendo este o primeiro mês Judaico(entre Marco a Abril), veja o que está escrito na Torah:

No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães ázimos até vinte e um do mês à tarde. Êxodo 12:18
Isto quer dizer que a mãe de João Batista teria engravidado grávida logo após o retorno de Zacarias. Zacarias teria servido entre Julho e Agosto.
E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa. Lucas 1:23 E, depois daqueles dias, Isabel, sua mulher, concebeu, e por cinco meses se ocultou, dizendo: Lucas 1:24
Assim me fez o Senhor, nos dias em que atentou em mim, para destruir o meu opróbrio entre os homens. Lucas 1:25

Maria, ou melhor, Miriam teria engravidado neste período, veja o que diz o texto:

E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, Lucas 1:26
A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Lucas 1:27
Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus. Lucas 1:30-31
E, naqueles dias, levantando-se Maria, foi apressada às montanhas, a uma cidade de Judá, 1:39
E entrou em casa de Zacarias, e saudou a Isabel. Lucas 1:40

Estes textos nos levam a compreender que Isabel já estava com 6 meses de gravidez quando Miriam, mãe de Yeshua, engravidou. Ou seja entre janeiro e feveiro, adicionando 9 meses de gravidez, ou seja entre Outubro e Novembro. Provavelmente Outubro, pois Novembro já estaria frio demais na região da Judéia, nesta época os pastores já não apascentam os rebanhos no campo durante a noite conforme está descrito nos evangelhos, pois a temperatura chega bem perto de zero e as ovelhas podem adoecer ou morrer.

A Festa mais próxima deste período é a Festa dos Tabernáculos, que também é conhecida como a Festa da Presença de Deus no meio do seu povo, ou seja, Festa da Visitação. É muito interessante notar que talvez esta seja a razão profética para que no futuro, todos os povos venham a Israel afim de celebrar a Festa dos Tabernáculos, pois esta celebração marcaria o aniversário terreno do Grande Rei Yeshua Hamashiach.

A Festa dos Tabernáculos é celebrada por 7 dias, número que representa a perfeição e na Torah, representa o Próprio Adonai, veja o que está escrito, Festa dos Tabernáculos ao Senhor:

Fala aos filhos de Israel, dizendo: Aos quinze dias deste mês sétimo será a festa dos tabernáculos ao Senhor por sete dias. Levítico 23:34

No Livro de Zacarias o profeta revela um aspecto profético e misterioso desta festa, que é a única mencionada como sendo comemorada por todas as nações da Terra.

E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos. Zacarias 14:16
E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá sobre eles a praga com que o Senhor ferirá os gentios que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos. Zacarias 14:18
Este será o castigo do pecado dos egípcios e o castigo do pecado de todas as nações que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos. Zacarias 14:19

Note que nesta profecia há uma maldição para aqueles que não subirão a Jerusalém para a comemoração da Festa dos Tabernáculos, perceba a semelhança com outra profecia descrita no livro de Salmos:

Servi ao SENHOR com temor, e alegrai-vos com tremor. Salmos 2:11
Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam. Salmos 2:12

Adonai no incentiva através de sua palavra a comemorarmos o verdadeiro Natal, honrando do seu Filho Unigênito,

Espero que este estudo tenha ajudado a esclarecer um pouco mais a respeito do nascimento de Yeshua Mashiach, o Filho do Eterno, não considere este artigo como lei ou doutrina, mas como mais um esclarecimento e talvez uma lição de que a sinceridade de coração em servir ao Senhor e crêr em Yeshua o Filho é o que realmente é importante, pois a verdade absoluta conheceremos somente no dia em que Ele, o Eterno, nos revelar nas alturas. Saudações e Feliz NATAL, no Mashiach Yeshua.

Banner Camisetas Cafetorah
2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *