Contagem Regressiva: 7 dias para completar 70 anos do Estado de Israel – Manuscritos do Mar Morto

Top Banner eTeacher

Contagem Regressiva: Faltando apenas 7 dias para completar 70 anos de Independência do Estado de Israel – Exatamente na mesma data, 70 anos atrás, estava sendo revelado ao Mundo os Manuscritos do Mar Morto em Jerusalém. Uma descoberta que mudou o rumo da arqueologia bíblica e revelou a fidelidade dos textos judaicos por mais de 2000 anos. Hoje ele podem ser vistos no Santuário do Livro ou Cúpula do Livro, no Museu de Israel em Jerusalém.

Em 11 de abril de 1948, Millar Burrows, chefe do ASOR, anunciou a descoberta dos pergaminhos em um comunicado de imprensa geral. Desde então, milhares de pessoas tem estudados os pergaminhos de Qumran e centenas de livros sobre seu conteúdo foram escritos por acadêmicos do Mundo inteiro.

Os pergaminhos são compostos por milhares de fragmentos escritos que foram descobertos na área do Mar Morto. Eles representam os restos de manuscritos maiores danificados por causas naturais ou por interferência humana, com a grande maioria apenas sendo pequenos fragmentos de texto.

No entanto, um pequeno número de manuscritos quase intactos e bem preservados sobreviveu - menos de uma dúzia entre os das Cavernas de Qumran. Pesquisadores reuniram uma coleção de 981 manuscritos diferentes - descobertos em 1946/47 e em 1956 - de 11 cavernas. As 11 Cavernas de Qumran ficam nas imediações do assentamento judaico do período helenístico em Khirbet Qumran, no leste do deserto da Judéia, na Cisjordânia.

As cavernas estão localizadas a cerca de uma milha (1,6 quilômetros) a oeste da costa noroeste do Mar Morto, de onde derivam seu nome. O consenso acadêmico data os Pergaminhos das Cavernas de Qumran dos últimos três séculos AC e do primeiro século EC. Moedas de bronze foram encontradas nos mesmos locais formam uma série que começa com João Hyrcanus (rei da Judeia entre 135–104 AC) e continua até o período da Primeira Guerra Judaico-Romana (66–73 EC), apoiando a datação por carbono 14 e paleografia dos pergaminhos.

Fonte e Foto: Museu de Israel

eTeacher Banner Central
1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *