Crescem os protestos no Irã – Morte para o Ditador

Morte para o Ditador - A Forças de segurança iranianas espancaram e prenderam centenas de fãs de futebol que gritavam palavras contra o regime ditatorial do país no estádio Azadi em Teerã, a capital. Além disso as forças de segurança param a transmissão da partida de um dos maiores times de futebol na capital iraniana.

O Time Aistiklal de Teerã jogava contra um time da cidade de Tabriz, vestidos com camisas vermelhas começaram a cantar "morte ao ditador" o slogan que foi parte do protesto popular contra a reeleição do presidente Ahmadinejad, e refere-se ao líder espiritual e o líder supremo do país, Ali Khamenei.

Em um vídeo postado em redes sociais, os torcedores do Eastcell, em Blue Pioneers, parecem estar se juntando às chamadas contra o regime, o que levou à suspensão do jogo.

No vídeo, as forças de segurança espancaram os torcedores rebeldes. O evento não foi divulgado na mídia iraniana, mas membros da oposição no país anunciaram que dezenas de pessoas haviam sido presas no incidente.

O Irã experimentou uma onda de protestos com o aumento do desemprego e da pressão econômica sobre o país devido às sanções dos EUA.

No início deste mês, milhares protestaram nas ruas em diferentes cidades do país exigindo o governo para agir na melhora da situação económica e a cessação da repressão política no país.

O único caminho para o Irã sair desta crise é ceder a pressão americana e abandonar o programa nuclear, se comprometer em paralisar todas ação de desenvolvimento de armamentos estratégicos e para de financiar grupos e ações terroristas em todo Mundo.

eTeacher Banner Central