Curso de Hebraico Bíblico ou Hebraico Moderno. Qual a Diferença?

Desde o dia que eu imigrei para Israel acreditava que ao falar o Hebraico moderno poderia compreender facilmente o Hebraico Bíblico. Mas descobri que isto nem sempre é uma realidade. Há muitos detalhes que diferenciam dramaticamente o Hebraico da Bíblia do Hebraico que hoje falamos no moderno Estado de Israel.

Se desejar saber mais detalhes sobre os tipos de Hebraico que existem, sugiro uma leitura mais detalhada neste artigo:

CONHECENDO A HISTÓRIA DO HEBRAICO

 

O Hebraico Moderno é baseado no Hebraico Bíblico

Hebraico Bíblico ou Hebraico Moderno, que curso realmente gostaria de estudar? É muito importante porém ressaltar que o Hebraico Moderno é de fato uma verdadeira ressureição do Hebraico Bíblico que era falado há dois mil anos atrás. Quando Eliezer Ben-Yehuda, o Pai do Hebraico moderno começo a difícil tarefa de reviver o idioma, ele teve como maior referencial os textos bíblicos. Somente quando lhe faltavam palavras eles busco em outras referências como o Hebraico Mishnaico, o Hebraico Medieval, o Aramaico e até mesmo o Inglês e o Árabe.

Encontramos no Hebraico Moderno muitas características que indicam a ocidentalização, como a evolução linguistica que ocorre naturalmente ao longo dos anos em qualquer idioma. Qualquer leitor de Hebraico em Israel poderá ler o primeiro capítulo da Bíblia facilmente e entender o mesmo por completo. Porém devo salientar que existem algumas pequenas diferenças que porão o mesmo em dúvida, já que a linguagem é um pouco diferente da que utilizamos nos dias de hoje.

Uma das características que mais divergem entre o Hebraico Bíblico e o Hebraico moderno é principalmente o sistema de construção verbal, visto que nos dias de hoje são utilizados basicamente sete tipos de construções.

As construções verbais que em Hebraico são chamadas de Bnianim בִּנְיָנִים são:

פָּעַל  - קַל – pa'al ou kal – Ativo simples, o sujeito executa a ação simples do verbo.

נִפְעַל – nif‘al – É o passivo simples, o sujeito sofre a ação simples do verbo.

פִּעֵל – piel – Normalmente é considerado ativo intenso, o sujeito executa a ação do verbo intensivamente.

פֻּעַל – pu'al – Passivo intensivo, o sujeito sofre a ação do verbo de forma intensiva.

הִתְפַּעֵל – hitpael – Reflexivo ou recíproco, o sujeito sofre e executa a ação do verbo ao mesmo tempo.

הִפְעִיל – hifil – Ativo causativo, o sujeito leva a ação do verbo.

הֻפְעַל – hufal – Passivo causativo, o sujeito sofre a ação do verbo.

No Hebraico Bíblico este sistema é bem mais complicado, existem também o Yktol e o Va'Yaktol e até mesmo o Beinoni é considerado verbo.
Além disso, nos textos bíblicos, a letra Wav - ו têm um papel de extrema importância para a interpretação de textos podendo servir como Wav inversor.

Outra característica muito diferente entre os dois Hebraicos é a pronúncia.

Nos dias de hoje o idioma se tornou bem mais palatal, enquanto nos dias bíblicos era bem mais gutural.

Letras como o Ein ע - Resh ר - Alef א e Het ח tinham a pronúncia um pouco diferente de como temos hoje.

Eram de uma forma geral pronunciadas dentro da garganta e não aspiradas como muitos fazem hoje.

Isto aconteceu por causa da influência européia das primeiras imigrações para Israel e permaneceu até os nossos dias, além de influencia de muitos outros idiomas ocidentais como o Inglês, o Alemão e o Espanhol.

O Hebraico Bíblico abre diante de seus olhos um mundo novo

Se você deseja conversar com israelenses e dominar a pronúncia do dia a dia, sua melhor opção é estudar Hebraico Moderno. Mas se sua intensão e ver desvendados os segredos milenares da Bíblia, então estude o Hebraico Bíblico.

Quer saber mais sobre os dois cursos, clique nos links a seguir:

Hebraico Bíblico com professores credenciados em Israel

Hebraico Moderno com professores credenciados em Israel

 

 

eTeacher Banner Central
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *