Encontrado Tesouro com 144 moedas de Bronze do Primeiro Século

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

Mais uma descoberta arqueológica incrível na região metropolitânea da Cidade Santa, nada menos que 144 moedas de bronze que foram cunhadas no final do primeiro século na Judeia.

Segundo a Autoridade de Antiguidades de Israel, o tesouro foi encontrado por um supervisor de escavações que estava realizando uma inspeção na obra de ampliação da estrada que liga Tel Aviv a Jerusalém, bem junto a entrada da cidade.

Em primeiro lugar foi descoberto um vilarejo que até então era desconhecido na região, depois, com a descoberta das casas, em uma delas foi encontrado dentro de um pote de cerâmica quebrado o tesouro raro.

O que torna o tesouro tão raro é o período em que ele foi cunhado e deixado alí, por volta do Ano 70 DC. O ano da Destruição do Templo de Jerusalém.

Ainda segundo os arqueólogos, a residência onde foi encontrado o tesouro deve ter sido construida no século anterior e foi destruída por volta do ano 70. Dá a parecer que a intensão do dono do tesouso era guardas as moedas alí, esperando ter a oportunidade de resgatá-lo mais tarde.

É importante destacar que as moedas estão gravadas de um lado com um ramo de tàmaras e dois etrogs(espécies de sidras) em seus lados e com a inscrição em Hebraico "Shenat Arbaa" ou seja, o quarto ano, provavelmente da revolta judaica. Do outro lado há uma ilustração de uma taça e com a inscrição LeGeulat Israel", ou seja, "Para a Redenção de Israel".

As moedas devem ter sido escondidas ali pouco meses antes da destruição do Templo em Jerusalém e da expulsão dos judeus.

Além disso podemos aprender uma pouco mais de como era a vida dos pequenos vilarejos da Judeis próximos a Cidade Santa.

Agora, por causa da descoberta do vilarejo, a empresa de estradas de Israel e a Autoridade das Antiguidades de Israel estão estudando um meio de preservar a aldeia e permitir futuras visitas no local.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *