EUA buscaram opção de atacar o Iran após atentados

Banner CD Desperta, Thais Schucman

A Casa Branca recentemente buscou opções militares para um ataque no Irã, pelo menos foi o que informou o Wall Street Journal nesta manhã de domingo, um dos mais importantes ícones da imprensa americana.

Segundo o jornal novaiorquino, depois de um último ataque de granadas e morteiro que foram disparados no último mês de setembro perto da embaixada dos EUA em Bagdá por um grupo apoiado pelo Irã, o conselheiro de segurança nacional John Bolton pediu ao Pentágono que fornecesse à Casa Branca opções militares para atacar o Irã.

O artigo do Wall Street Jornal citou autoridades atuais e ex-autoridades americanas que disseram que o pedido "gerou preocupação" no Pentágono e no Departamento de Estado Americano.

Os oficiais disseram que o Pentágono cumpriu o pedido, fornecendo os planos e as informações. No entanto, de acordo com o artigo do jornal, não está claro se as propostas foram fornecidas diretamente à Casa Branca, e se Presidente Donald Trump sabia do pedido, ou se planos sérios para atacar o Irã tomaram forma na época.

O artigo do Wall Street Jornal foi publicado no momento em que o primeiro-ministro de Israel, Sr. Benjamin Netanyahu, confirmou nesta manhã que Israel havia atacado com caças, os depósitos de armas iranianos em solo da Síria, no aeroporto internacional de Damasco neste fim de semana.

Fonte: Wall Street Jornal
Foto: PixaBay

Banner CD Desperta, Thais Schucman