Hipocrisia mundial mantém Rússia sanguinária no poder da Síria

Top Banner eTeacher

Rússia impede cessar fogo, continua o derramamento de sangue e o Mundo se cala mais uma vez - O Conselho de Segurança das Nações Unidas se reuniu neste sábado, votou uma resolução pedindo um cessar-fogo de 30 dias em toda a Síria, mas a insistência da Rússia em que tal cessar-fogo não poderia ser imediato pode tornar a decisão inválida. 400 pessoas foram massacradas pelo governo da Síria e os países do mundo já estão alertando sobre um desastre humanitário.

O embaixador da Rússia nas Nações Unidas, Vecily Nebenzia, disse na sexta-feira que um cessar-fogo imediato não é realista e que o que parece ser uma tentativa de obter o apoio da Rússia à proposta levou a proposta a mudar a redação para que não inclua um cessar-fogo A nova versão afirma que o Conselho de Segurança "exorta todas as partes a cessar as hostilidades sem demora".

Em resumo, o sangue dos inocentes vai continuar jorrando nas ruas e ele escorre diretamente das mãos do supremo governante da Rússia, Vladimir Putin, um assassino a sangue frio cujo o único interesse é manter no poder outro assassino, Bashar Assad.

No sábado, o embaixador do Kuwait nas Nações Unidas disse aos repórteres que os membros do conselho estavam perto do acordo e que as negociações continuavam: Kuwait é o presidente rotativo do Conselho de Segurança e a votação da nova versão deverá acontecer esta noite imediatamente após o cessar-fogo Os comboios humanitários e as equipes médicas devem ser autorizados a evacuar os gravemente feridos. Mas como sempre, nenhuma nação árabe tem real interesse em que o derramar de sangue cesse na Síria que é apoiada pelo sanguinário governo do Irã.

De acordo com a resolução, 5,6 milhões de pessoas em 1.244 comunidades na Síria precisam de assistência urgente, incluindo 2,9 milhões de pessoas em áreas assediadas que são de difícil acesso. Enquanto as horas passam, cada vez mais civis morrem. O número nesta semana já ultrapassou a marca de 400 mortes.

Os russos exigiram que a redação não incluísse uma demanda por um cessar-fogo imediato e, em vez disso, exortou todos os lados a cessar as hostilidades o mais rápido possível e a trabalhar para um cessar-fogo humanitário de pelo menos 30 dias. O Kuwait e a Suécia rejeitaram a proposta, e o embaixador sueco afirmou que as partes estavam próximas do acordo - mas as lacunas ainda tinham que ser superadas. O embaixador sueco expressou "profunda frustração" pelo fato de que o Conselho de Segurança não pôde votar na resolução de quinta ou sexta-feira porque a situação no região é muito difícil.

O embaixador dos EUA na ONU, Niki Hailey, que não participou das negociações, escreveu no Twitter: "É inacreditável que a Rússia não esteja votando em um cessar-fogo que permita o acesso humanitário na Síria, quantas pessoas mais precisam morrer para que o Conselho de Segurança vote?".

A resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas incluiria uma exceção ao cessar-fogo permitiria ataques contra as afiliadas do ISIS e da Al-Qaeda na Síria.

Fonte: IsraelHayom, Reuters, AFP, CNN - Foto: Youtube e Common Media

eTeacher Banner Central
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *