Israel exportará produtos kosher para a Rússia em grande escala

, ,

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Em se tratando de agricultura e seus derivados, o Estado de Israel parece estar sempre um passo a frente dos outros, a tal ponto que até mesmo as grande empresas ficam de olho e já compraram o controle de algumas da principais empresas alimentícias do país. Agora, mais um grande mercado está se abrindo a exportação das empresas alimentícias do Estado de Israel.

Após um longo período de verificações e inspeções veterinária, Rússia se unirá a mais 28 países europeus, os Estados Unidos, Canadá e Ásia e abrirá o seu mercado para importação de produtos laticínios feitos em Israel.

Empresas como Tnuva, Baemek, Gadishon e outras poderão começar a exportar seus derivados de leite e desta forma estarão menos sujeitas aos boicotes, visto que a Rússia não pertence a comunidade européia.

Esta não é a primeira vez que Israel exporta algo para o grande urso gelado, em junho de 2016 Israel exportou 500 milhões de insetos predadores para combater as pragas na Rússia.

A exportação foi feita pela BioBee uma empresa de Sistemas Biológicos que fica localizada em Kibbutz Sde Eliyahu, ao sul de Beit She'an no norte de Israel, é uma empresa única que produz e implementa insetos benéficos e ácaros (swirskii, Phytoseiulus persimilis) para fins agrícolas. Estes provaram inestimável benefício no controle de pragas em tomates, pepinos e rosas.

Estes avanços são fruto da excelência tecnológica da indústria e da agricultura avançada no Estado de Israel.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][wolf_last_posts_preview count="10" tag="tecnologia, exportação, agricultura"][/vc_column][/vc_row]

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *