Jared Kushner novamente em Israel para negociações de PAZ

Mais uma vez, o consultor sênior e genro do Presidente dos Estados Unidos Donald Trump, Jared Kushner estará chegando ao Estado de Israel para negociações de PAZ em Israelenses e Palestinos.

Jared Corey Kushner, nascido em 10 de janeiro de 1981 é um investidor americano, desenvolvedor imobiliário e editor de jornais.
Kushner é o filho mais velho do desenvolvedor imobiliário Charles Kushner e é casado com a filha de Trump, Ivanka. Ele foi diretor executivo da empresa de investimentos e desenvolvimento Kushner Companies e da Observer Media, editora do New York Observer. Ele é o co-fundador e sócio proprietário da Cadre, uma plataforma de investimentos imobiliários online.

Durante a campanha presidencial de Donald Trump em 2016, Kushner ajudou a desenvolver e a executar a estratégia de mídia digital de Trump. Em 9 de janeiro de 2017, Kushner foi nomeado como um importante consultor da Casa Branca. Ele renunciou como CEO da Kushner Companies e como editor do Observer.

Kushner teve quatro reuniões com os russos durante a campanha de 2016 e a transição presidencial, mas nega que qualquer um desses contatos com os russos fosse impróprio ou envolvesse qualquer dependência.

Jared Kushner está chegando ao país com o enviado especial do presidente americano para o Oriente Médio, Jason Greenblatt.

Jason Dov Greenblatt (nascido em 1967) é um advogado americano. Ele foi o vice-presidente executivo e diretor jurídico para Donald Trump e da The Trump Organization, e seu assessor de Israel. Em janeiro de 2017, ele foi nomeado como representante especial dos Estados Unidos para as negociações internacionais do presidente Donald Trump.

Esta já é a segunda vez em que Jared Kushner está vindo para a região, segundo a imprensa americana, o Presidente dos Estados Unidos Donald Trump está muito animado em relação a situação e acredita que a PAZ entre os povos é possível, por isso está investindo muito em conversações que vão preparar o terreno para negociações diretas entre os governos de Israel e o desgoverno dos Palestinos.

Jared Kushner já demonstrou ser muito talentoso na última rodada quando conseguiu fazer com que o governo de Israel cedesse as pressões americanas e dos outros países ao redor, retirando os detetores de metais do Monte do Templo após uma onda de violência por parte dos islamistas no país. Será que o seu talento será usado para fazer os palestinos descerem da árvore que eles subiram em relação a Jerusalém ser a capital palestina? Creio que isto é quase impossível, mas se isso acontecer, é bem provável que Jared Kushner seja o melhor candidato ao Anti-Cristo, ele é Judeu, Bilionário e se conseguir a PAZ e a re-construção do Templo de Jerusalém o mundo vai pegar fogo.

Crédito da Foto: Matty Stern/U.S. Embassy Tel Aviv President Trump visit to Israel, May 2017.

8 respostas
  1. flávio leandro domingueti
    flávio leandro domingueti says:

    “…e o desgoverno dos palestinos.” Parabéns ao autor do texto pela excelente visão !
    DEUS abençoe Jerusalém , DEUS abençoe Israel !
    Amém !!

    Responder
      • Diretor do Cafetorah
        Diretor do Cafetorah says:

        Mordechai “Solly” Eliav, é o rabino responsável e diretor da Fundação do Muro das Lamentações em Jerusalém, o local mais sagrado para os judeus nos dias de hoje.

        Responder
    • Marlanfe Oliveira
      Marlanfe Oliveira says:

      O texto é tremendamente tendencioso ! O desgoverno palestino deve-se à falta de paz e de dinheiro, o que Israel tem de sobra (este último) graças às doações dos sionistas internacionais.
      Lamento que a terra que Jesus pisou continue sendo “o maior teatro de intolerância do planeta”, mas quem está errado não é quem estava na Terra há dois mil anos, e sim quem chegou e os expulsou, matou, esbulhou e agora fala barbaridades contra um povo pobre e que vivia em paz antes da invasão sionista da Palestina.
      Esta é a dura verdade, queiram ou não.
      Marlanfe

      Responder
      • Diretor do Cafetorah
        Diretor do Cafetorah says:

        Com certeza você não conhece história, e não falo do povo de Israel, mas sim do povo palestino. Nem jamais conheceria pois ela não existe. Nunca houve um povo palestino, são árabes invasores que viviam na península arábica, os ismaelitas, até mesmo eles tem orgulho de se chamarem assim. O Povo de Israel foi expulso de sua terra pelos romanos, depois pelos cristãos, depois pelos persas, depois pelos árabes, depois pelos cruzados cristãos, oprimidos pelos otomanos, massacrado pelos nazistas cristãos e impedidos de imigrar para a sua terra pelo império britânico cristão, então vem você, totalmente desconhecedor da história e cospe aqui suas asneiras. Primeiro estude história, depois venha escrever algo aqui.

        Responder
        • Rubem Alves
          Rubem Alves says:

          Certíssimo Diretor, os ignorantes no.no assunto se perdem ao querer construir a história do povo de Deus. O que Israel faz é apenas a reação, eles tem exército pra isso, defender o seu povo de qualquer intromissão à paz, parabéns pela bela resposta.

          Responder
      • MARCOS ALVES MOREIRA
        MARCOS ALVES MOREIRA says:

        Infelizmente vemos pessoas totalmente alienadas pelo ocidente Islamizado, que tentam mudar fatos envolvendo Judeus e “Palestinos”, colocando-os em posições invertidas, porque para os simpatizantes arabes é mais facil mudar a verdade do que nega-la, atingindo assim milhões de pessoas pelo mundo afora, assim é a estratégia esquedista como o PT, acusar os outros daquilo que eles são e fazem e tem sido uma estratégia eficaz, mas ainda tenho fé que também milhões estaram atentos a verdade dos fatos, e apoiaram a paz, seja onde for, e Israel, sou Brasileiro e Judeu por compaixão e por amor a este povo, não contra “palestino ou Árabes” mas à permanência segura de Israel.

        Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *