Mais que um simples ataque na Síria, um recado para Putin, Assad e Khamenei

Top Banner eTeacher

Síria - Aparentemente não houve nada de novo no ataque aéreo realizado pela Força Aérea Israelense na noite passada, de acordo com relatos estrangeiros, na base do T4 no norte da Síria. Segundo a imprensa internacional, Israel já atacou essa base antes e mais de uma vez.

Em maio passado, no último ataque, as Forças de Defesa de Israel até mesmo assumiram a responsabilidade alegando que se tratava de uma base sendo usada por forças iranianas.

Não há nada rotineiro neste ataque, e não apenas mais ataque, ele está sendo realizado muito próximo das forças russas baseadas na Síria, isto por si só tem um potencial muito perigoso.

Este ataque está ocorrendo bem debaixo do nariz dos russo, apenas três dias antes da reunião do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu com o presidente Putin, e uma semana antes da cúpula de Putin em Helsínquia com Donal Trump, o presidente dos Estados Unidos da América.

Não há coincidência nesses mundo, o ataque atribuído a Israel foi uma mensagem clara para ambos os líderes, um sinal vermelho antes de cruzarem o perigoso caminho de aceitarem a presença iraniana em solo sírio.

Apesar do Estado de Israel não querer comprometer de forma alguma as boas relações com a Rússia e os Estados Unidos, o recado está bem claro, "não vamos nos conformar nem um pouco com a presença persa em território sírio".

O governo sírio por sua vez, quer concluir a re-tomada da Síria e começar a reconstruí-la, e a última coisa que deseja é um novo confronto, muito menos com o Estado de Israel, é por isso que a única resposta que vem do país é de mentiras nas redes de comunicação, sem imagens e sem números grandiosos.

Este é um momento oportuno para o Estado de Israel deixar claro que a fronteira das Colinas de Golan são imutáveis e jamais estarão sujeitas a negociações futuras com a Síria.

Cerca de duas semanas atrás, um comboio de armas iraniano em Airak-sorih foi completamente detonado, acredita-se que o Estado de Israel estava por detrás desta operação,  qualquer tentativa iraniana de se estabelecer nas Colinas de Golan está sendo recebida com fogo pesado.

Ao contrário do passado, o Irã não respondeu e pelo visto não irá responder mesmo com os relatos de alguns de seus membros feridos, e a Síria nem mesmo faz comentários desnecessário para não inflamar a situação. O Estado de Israel está com excelentes cartas nas mãos, e esta é a hora de impor suas condições no Oriente Médio.

Fonte: IsraelHay0m, YnetNews - Foto Ilustração: PixaBay

Banner Camisetas Cafetorah