O Mar da Galileia, berço do Judaismo Mishnaico e do Cristianismo

A região em torno do Mar da Galileia é o local onde se passaram a maior parte dos eventos relacionados com o Novo Testamento, foram muitos os relatos de Jesus pescando nestas águas com os seu discípulos.

O mar da Galileia, também dito Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré (em língua hebraica: ים כנרת, Kinneret) é um extenso lago monomíctico de água doce, fronteira entre Israel, Cisjordânia e Jordânia, com comprimento máximo de cerca de 19 km e largura máxima de cerca de 13 km. Na moderna língua hebraica é conhecido por ? Yam Kinneret.

O seu afluente principal é o rio Jordão, que vem do monte Hérmon e de Cesareia de Filipe, e que é também o seu efluente, seguindo depois para o mar Morto.

O Mar da Galileia fica a 213 metros abaixo do nível do Mar Mediterrâneo e é considerado um mar isolado por não ter nenhuma ligação com outros mares ou oceanos.

Nos tempos do Novo Testamento, ficavam nas suas costas a cidade de Tiberíades — fundada por Herodes Antipas ao tempo da infância de Jesus —, Cafarnaum, Betsaida e Genesaré, entre outras. Hoje Tiberíades é a localidade principal nas margens do lago. A nordeste deste lago ficam os montes Golã.

Clock_ in_ the_sky970x90

[siteorigin_widget class=””][/siteorigin_widget]

kursi2

Comprovado: Cursi era uma cidade judaica na margem oriental do Mar da Galileia

Finalmente após dezenas de anos questionando a existência de uma cidade judaica no período de Yeshua no lado oriental do Mar da Galileia, hoje mais do que nunca, está comprovado de que na realidade não se tratava de uma cidade grega(polis) mas sim judaica.

Por causa da grande seca e no nível do Mar da Galileia baixar tanto, pesquisadores da Universidade de Haifa se apressaram para investigar os indícios arqueológicos na região de Cursi e para a surpresa geral, eles não demoraram a ser encontrados.

Dois indícios importantes ajudam a comprovar a presença e dominação judaica no lado oriental do Mar da Galileia, o primeiro deles é o quebrar mar que é semelhante ao de Tiberíades e Migdal e o segundo e o mais importante, a inscrição com letras em Hebraico de palavras em Aramaico que são parte de uma dedicatória de um templo, o mais provável, uma sinagoga do quinto século da EC.

Clock_ in_ the_sky970x90

[siteorigin_widget class=””][/siteorigin_widget]