Milagre Tecnológico – Crianças palestinas ouvem após implantes em Israel

, , ,

Milagre Tecnológico - Crianças palestinas receberam implantes cocleares em Israel e passam a ouvir

Fora dos holofotes da imprensa, altos de cooperação, solidariedade e ajuda humana são constantes entre judeus e árabes palestinos.

Segundo uma matéria publicada no Kehila News, no mês passado a cirurgião israelense Dr. Michal Kaufmann operou seis crianças palestinas surdas no hospital Hadassah Ein Karem de Jerusalém, a fim de efetuar implantes cocleares.

Os seis faziam parte de 16 crianças palestinas surdos da Faixa de Gaza e da Cisjordânia que receberam a cirurgia reparadora no Hadassah ao longo do ano passado. Todas as cirurgias foram bem-sucedidas, permitindo que as crianças a ouvir.

O projeto do implante coclear é patrocinado pelo Centro Peres para a Paz, a ONG fundada pelo falecido ex-presidente de Israel, Shimon Peres. O Centro é "focado no desenvolvimento e implementação de programas de consolidação da paz inovadoras e de tecnologias de ponta em Inovação, Educação para a Paz, Medicina, Negócios e Meio Ambiente."

O contexto médico do Centro Peres inclui o fornecimento de treinamento médicos para palestinos, desenvolvendo de um sistema médico palestino independente e prestação de assistência médica humanitária a crianças palestinas e bebês.

Um excelente exemplo de cooperação entre peritos médicos judeus e árabes ocorreu durante a onda de ataques a facadas por terroristas palestinos e contra os israelenses entre 2015-2016.

No Hospital Universitário Hadassah, em Jerusalém, Dr. Ahmed Eid, o chefe de cirurgia, que é muçulmano, e Dr. Elchanan Fried, o chefe da Unidade de Cuidados Intensivos, que é judeu, trabalharam juntos para tratar quem chegou pela porta, se é judeu ou árabe, vítima ou agressor.

"Nós não perguntamos quem você é. Nós tratamos o terrorista ao mesmo tempo que nós tratamos a vítima, "Dr. Ahmed Eid disse em uma entrevista ao Washington Post.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *