Morador de Gaza: Vocês são misericordiosos, Assad já teria matado todos nós

Top Banner eTeacher

O relato a seguir é uma pérola na imprensa israelense e não foi e provavelmente não será divulgada em nenhuma mídia do Brasil e do Mundo, mas esta é uma realidade diária aqui nesta parte do planeta. Quando um morador de Gaza tem coragem, ele revela aquilo que todos nós sabemos, que eles anseiam pelo governo de Israel.

A entrevista foi ao ar na Rádio Sul 101.5FM, hoje (quarta-feira, 16 de Maio de 2018) com uma entrevista de Sami Obeid, morador palestino em Gaza, ele ousou criticar o regime do Hamas na Faixa de Gaza.

Obeid re-afirmou a alegação de que os moradores de Gaza preferem o governo de Israel do que estar debaixo do atual regime da organização terrorista. Ele também afirmou que tanto a Autoridade Palestina quanto o Hamas são ladrões. Mas os moradores não têm como lidar com eles, porque eles estão entre a marreta e a bigorna.

O residente de Gaza durante a entrevista que se refere a eventos recentes, disse:

Nós pensamos que vocês são compassivos, tem compaixão de nós, querem nos ajudar e é isso, Bashar al-Assad teria matado toda a cidade e assim iria acabar com a história. Nós queremos viver com os judeus...

Quando perguntado se os moradores da Faixa de Gaza querem viver sob o domínio israelense, Obeid respondeu enfaticamente:

Sim, sim, sim, todos os moradores(de Gaza) dizem que sim...

Obeid também disse a Rádio do Sul:

O nosso problema é que todos os nossos dirigentes ladrões e que os moradores estão sofrendo, o Hamas rouba, Abbas rouba e estamos entre uma marreta e a bigorna deles. Nós não podemos contra eles, eles são o governo, eles têm tudo e as pessoas são miseráveis, com amargura e com fome....

Estas observações foram feitas no contexto dos tumultos na Faixa de Gaza. Nas últimas semanas, o Hamas e outras facções em Gaza reuniram milhares de palestinos em manifestações violentas ao longo da fronteira com Israel.

As badernas culminaram na segunda-feira e incluiu coquetéis molotov, pneus em chamas, ataque patrocinado, tentativa de utilizar o caos e disparar em direção à cerca da fronteira, matando sessenta palestinos e ferindo mais de 2.000.

Lembre-se, os eventos provocaram reações furiosas em todo o mundo. Na África do Sul, eles decidiram devolver o embaixador a Israel. As relações com a Turquia deterioraram-se para outro declive com deportações recíprocas diplomáticas. Também na Europa, o ministro francês das Relações Exteriores exigiu que Israel restringisse sua resposta aos distúrbios. No entanto, Israel recebeu total apoio dos Estados Unidos.

A entrevista acima, dada por um morador de Gaza demonstra exatamente quem é o vilão, tanto o Hamas quanto a Autoridade Palestina verdadeiramente infernizam a vida dos árabes, tornando-os miseráveis e sem esperança alguma. Os árabes que tem cidadania israelense e vivem no Estado de Israel, tem maior padrão de vida do que todos os seus vizinhos árabes.

Fonte: Rádio Sul 101.5FM - IsraelHayom

eTeacher Banner Central