Netanyahu continuará como Primeiro Ministro mesmo após críticas

Banner CD Desperta, Thais Schucman

Netanyahu Continuará - O Primeiro Ministro do Estado de Israel conseguiu superar a crise que estava desmantelando a coalisão de seu governo e deverá continuar a servir ao país como Primeiro Ministro mesmo após críticas da oposição e até mesmo dos partidos de coalisão.

Ayelet Shaked e Naftali Bennet declararam em imprensa nacional que não iriam renunciar, mas sim dar crédito a Benjamin Netanyahu, voltando atrás no ultimato que haviam dado ao Primeiro Ministro em relação ao cargo de Ministro de Defesa.

O Primeiro Ministro do Estado de Israel declarou a imprensa do país que não cederia o cargo de Ministro de Defesa, que ao invés disso, passaria o cargo de Ministro das Relações Exteriores para outro parlamentar e assumiria ele mesmo o cargo da Defesa.

Além disso, Benjamin Netanyahu alegou que nesta hora de grandes desafios na segurança do país, que incluem Gaza, Hezbollah no Líbano e Irã na Síria, não é a hora de abandonarem o governo e desfazê-lo, causando instabilidade no país. Mesmo com talvez uma coalisão de governo tão estreita, ele vai continuar na liderança do país.

Estamos em um dos períodos de segurança mais complexos, e em tal momento, nenhum governo está sendo derrubado. Em um período como este, você não vai para a eleição, é irresponsável. Temos um ano inteiro até a eleição, estamos no meio da campanha, e no meio da campanha não abandonar.

Benjamin Netanyahu nesta noite em Tel Aviv

Na última semana muitos blogues e sites de notícia já haviam dado as novas eleições em Israel como certas e até mesmo anunciado a queda do governo de Benjamin Netanyahu. Nossa equipe se manteve firme em não seguir as notícias tendenciosas, sabendo que Benjamin Netanyahu tem a capacidade e a possibilidade de virar o jogo, o que de fato acabou acontecendo.

Benjamin Netanyahu tem demonstrado uma grande capacidade em contornar situações graves, tanto na arena internacional quando na interna. Os anos se passaram, e o Benjamin Netanyahu de hoje é muito diferente daquele que rompeu com a coalisão em 1998, levando o país a novas eleições, ele é muito mais maduro, muito mais experiente e muito mais capacitado.

Que Adonai continue capacitando-o a governar o país, ajudando-o a superar os inimigos de dentro e de fora.

Desde Sião,

Miguel Nicolaevsky

Foto: Twitter Netanyahu

eTeacher Banner Central