Netanyahu: Lamentável oposição apoiar protestos com bandeiras de palestinos

As manifestações árabes ontem em Tel Aviv receberam o apoio direto de organizações pós-sionistas e partidos de esquerda, mas elas ultrapassaram o bom gosto de longe.

Em Israel a grande maioria do população, do governo e da direita simplesmente rejeitou os protestos e manifestações que ocorreram ontem, alçar a bandeira dos palestinos em qualquer manifestação no país, torna-a imediatamente ilegítima para a grande maioria.

Drusos criticam árabes israelenses

Até mesmo a comunidade drusa de Israel que tiveram um grande apoio da população em seus protestos pedindo ao governo que garanta igualdade de direitos, desta vez saiu contra os manifestantes árabes. "Não é digno pedir direitos iguais e levantar a bandeira de outra nação".

Críticas do Governo

O Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu declarou hoje pela manhã que o Estado de Israel não irá se transformar em Estado Palestino. A Ministro da Educação, Miri Regev, declarou que o ex-Primeiro Ministro de Israel, Yitzhak Rabin está se contorcendo em seu túmulo com o apoio dos partidos de esquerda de Israel aos inimigos de Israel que apregoam a substituição do país por um estado palestino.

Neste domingo de manhã, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu se referiu à agitação de bandeiras palestinas em uma manifestação do setor árabe contra a lei nacional. "Ontem recebemos provas conclusivas do desafio do Estado de Israel e da necessidade da Lei Nacional", disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em uma reunião dos ministros do Likud.

"Muitos dos manifestantes querem anular a Lei do Retorno, o Hino Nacional, a Bandeira e transformar Israel, como dizem seus porta-vozes, em 'um estado israelo-palestino' ou 'estado de todos os seus cidadãos'. É exatamente por isso que aprovamos a lei. As bandeiras da OLP foram erguidas no coração de Tel Aviv e ouvimos os grutos "Com sangue e fogo redimiremos a Palestina". Agora é mais claro do que nunca que a lei nacional é necessária para garantir o futuro do Estado de Israel como um Estado Judeu ”.

A Direita em Israel Ganha Força dos Opositores

Quando se trata de política, principalmente em Israel, o que mais fortalece o público em geral é o perigo que vem dos inimigos. As declarações durante as manifestações ontem na Praça de Rabin fizeram o serviço para o Governo de Israel e o Partido Likud. Agora eles estão mais motivados do que nunca a não mudar nem mesmo uma vírgula da nova Lei de Nacionalidade.

Manifestações como a de ontem tem efeito contrário, elas acabam por enfraquecer a esquerda e os árabes e a fortalecer a direita e os sionistas em geral.

eTeacher Banner Central