O aqueduto do Rei Ezequias, a Piscina de Siloé e a Rua Herodiana em Jerusalém

Top Banner eTeacher

Nossa equipe saiu para realizar mais uma de nossas muitas visitas em Jerusalém, mas desta vez não esquecemos de levar nossa câmera e compartilhar com vocês as imagens incríveis do sub-solo de Jerusalém, o aqueduto que foi construído pelo Rei Ezequias há 2.700 anos atrás e suas águas cristalinas que correm pelo seu interior até os dias de hoje.

No final do aqueduto apresentamos a reprodução do edito do Rei, gravado em rocha, descrevendo o projeto fabuloso que preparou a cidade para o cerdo de Senaqueribe, rei da Assíria. Ao sairmos do túnel, nos defrontamos com a piscina de Siloé, a bizantina, os cristãos daquela época a batizaram com este nome por causa da proximidade com a piscina original, mas ao passarmos mais adiante, saímos na Piscina de Siloé original, que estava ativa durante o primeiro século.

Segundo a tradição judaica, a água desta piscina era retirada no auge da Festa de Matan Torah, ou seja, final da festa de Shavuot, também conhecida como a Festa das Semanas ou Pentecoste. Esta era uma cerimônia conhecida como Simchat Beit Hashoevá, na qual as suas águas eram levadas até o altar no templo pelos levitas e sacerdotes que cruzavam a Rua Herodiana que pode ser vista no vídeo, até o Monte do Templo.

O povo de Israel seguia aos sacerdotes em grande alegria e adoração. Ao chegarem no Altar de Sacrifícios, os sacerdotes acrescentavam a água ao sacrifício e o povo se inclinava em adoração. Isto significava que o sacrifício estava completo e perfeito.

Durante o período da Guerra dos Judeus, que foi detalhadamente descrito por Flávio Josefo, os judeus se escondiam debaixo da rua Herodiana, o que pode ser visto no video após a câmera mostrar a subida de uma escada de ferro, o caminho que se segue adiante é o local onde os objetos dos judeus que estavam refugiados foram encontrados.

Segundo o próprio Flávio Josefo os sobreviventes eram arrancados a força pelos romanos e mortos cruelmente, o número de corpos chegou a cerca de 7.000 judeus mesmo após muitos terem abandonado a Cidade Santa antes da invasão. Hoje, mais de 2.000 anos depois, milagrosamente, Jerusalém está novamente nas mãos do Povo de Israel.

Siga-nos aqui através deste video nesta jornada maravilhosa através da história e do tempo.

Banner Camisetas Cafetorah
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *