O Sangue dos judeus continua correndo nas ruas de Jerusalém e nenhum país condena os palestinos

Top Banner eTeacher
Curso Herança Judaica do Novo Testamento
Jovem Terrorista Palestino
Local do Atentado em Jerusalem

Cansamos de ouvir sobre condenações da ONU sobre teóricas violações de direito humanos por parte do Estado de Israel contra os chamados "palestinos indefesos" e o resultado do apoio da comunidade internacional a esta corja de assassinos do Hamas e da Fatah é isso, dois homens mortos, uma mãe de apenas 22 anos lutando entre a vida e a morte e um bebê com um ferimento de bala no pé.

O jovem palestino de apenas 19 anos ainda escreveu no seu perfil no Facebook antes de praticar o crime ediondo que a terceira entifada estava começando hoje com o seu atentado, ele chegou a cidade velha de Jerusalém, no auge da Festa de Sukkot(Tabernáculos) com uma faca escondida, passou por policiais e seguiu até uma área que não havia seguranças. O miserável esperou uma familia de israelenses se aproximar e começou a esfaqueá-los, primeiramente um home de cerca de 40 anos, depois o jovem pai da família de 30 anos, os dois caíram com ferimentos graves, e depois a jovem mãe de apenas 22 anos que fugiu com seu bebê e chamou os seguranças, enquanto isso, o desgraçado roubou a arma do homem de 30 anos e começou a atirar contra os policiais que se aproximaram dele para prende-lo e quem via pela frente, infelizmente apesar de não conseguir atirar neles, atingiu o bebê de apenas 2 anos.

Os policiais abateram o terrorista em menos de dois minutos e os serviços de emergência levaram a todos para os hospitais. Os dois homens que estavam em coma quando foram retirados, acabaram não resistindo aos ferimentos e morreram enquanto os médicos tentavam salvar suas vidas. O bebê está fora de perigo mas a jovem mãe ainda está em estado gravíssimo entre a vida e a morte.

Se não fosse a jovem mãe que correu para pedir ajuda aos policiais, o número de mortos poderia ser muito maior, o incidente ocorreu junto a Porta dos Leões na cidade velha, o jovem palestino era cidadão da Autoridade Palestina e conseguiu de alguma forma se infiltrar em Israel chegando a Cidade Santa com um punhal escondido.

Este é o segundo atentado com mortes em apenas três dias em Israel, o sangue dos inocentes continua correndo e ninguém faz nada de concreto para deter a mão assassina dos muçulmanos radicais.

Nem mesmo se ouve da comunidade internacional nenhum condenação séria e nenhuma atitude concreta de apoio ao Estado de Israel.

eTeacher Banner Central
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *