Obama autorizou o desenvolvimento de mísseis do Irã que chegam a Israel

Top Banner eTeacher

Foto: Mísseis do Irã - TV Iraniana. A informação divulgada pelo Middle East Media Research Institute revela mais uma vez a triste realidade de que se Barack Hussein Obama, o ex-Presidente dos Estados Unidos não era muçulmano era pelo menos simpatizante com os islamistas. Segundo o instituto, as declarações foram feitas pelo auto escalão de funcionários da própria República Islâmica do Irã.

Confira você mesmo a seguir:

Em -30.1.2017 fontes americanas anunciaram que o Irã realizou um experimento fracassado de uma nova amostra de mísseis balísticos "Khorramshahr". Informaram que o míssil explodiu depois de um voo de 965 km. O ministro do Exterior Zarif e ministro da Defesa Dhkan salientaram que  Irã "não precisa pedir permissão a ninguém sobre seu programa de defesa."

Deve-se notar que, ao contrário das declarações do porta-voz do governo iraniano, o plano de programa de mísseis do Irã para uma série de mísseis de defesa de 2.000 quilômetros não é apenas armas de defesa e sim armas significativamente estratégicas ofensivas, portanto, sempre necessário para impedir o Irã de desenvolvê-los.

Nos anos anteriores, as negociações EUA-Irã sobre o programa nuclear iraniano, o desenvolvimento de mísseis balísticos do Irã ameaçam a Europa e os Estados Unidos (2500-5000 km).

Dr. Hassan Abasi, um dos pilares da inteligência da Guarda Revolucionária  e o chefe do Centro de Análise Doutrinal do exterior da Segurança Nacional da Guarda Revolucionária do Irã, disse em 2004:   "Temos uma estratégia elaborada para a destruição dos anglo-saxões eo desenraizamento dos americanos e do Ingleses. Nossos mísseis estão prontos para atacar a sua civilização, e as instruções chegam do Líder (Ali Khamenei). Vamos lançar os nossos mísseis contra as suas cidades e instalações ... por causa da política de Khatami e de diálogo entre civilizações, tivemos a congelar nosso plano ... [mas] agora vamos implementá-lo ... A frente infiel global é uma frente contra Deus e os muçulmanos, e devemos fazer uso de tudo o que temos para atacar nesta frente, através de ações de suicídios ou através dos nossos mísseis".

O jornal Al-Sharq Al-Awsat informou sobre em 14/06/2004 sobre o lançamento de mísseis de longo alcance - Shihab 4 e Shihab 5 sob a ordem de líder iraniano Ali Khamenei.

O relatório disse que o Shahab 3 D, que têm um alcance de 2200-3000 km, "facilmente chegará às terras ocupadas(Israel) ... e cobrir todo o território." Um relatório detalhado que mostra o modelo de 3000km e é capaz de lançar satélites ao espaço, o míssil Shahab 5.

O que o Irã não sabe é que está brincando com fogo, o Estado de Israel por meios convencionais  pode facilmente tornar cidades como Teerã em escombros, não que nem pensar no que poderia acontecer caso a IDF utilizasse de meios não convencionais. Infelizmente os inimigos do Povo de Israel parece não terem aprendido nada nestes 2000 anos de história, ninguém pode realmente acabar com um povo que renasceu das cinzas mesmo após 2000 anos de ter sido banido de sua terra natal.

eTeacher Banner Central
2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] O 44º presidente dos EUA, Barack Obama, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz antes que ele pudesse deixar uma marca em algum lugar na experiência internacional. E retornando incansavelmente o seu compromisso de promover os valores morais e de justiça universal. Agora está se revelando como tendo atravessado todas as linhas vermelhas que permitiram o movimento normal do Hezbollah. Permitiu ao grupo terrorista realizar atividades criminosas sem ser perturbado, mesmo em solo americano. Tudo isso aconteceu enquanto ele mesmo, Obama, autorizou o desenvolvimento de mísseis de longo alcance pelo governo do Irã. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *