Os Amalequitas, quem eram e qual o seu destino

, , ,

Quem eram os Amalequitas e qual o seu destino é mais uma reflexão que surgiu através de um dos participantes em nosso grupo de bate papo. Minha esperança é que este estudo venha nos ajudar a compreender a importância de nos posicionarmos ao lado das verdades bíblica. César Cuiaba fez-nos uma excelente pergunta, e creio que podemos aprender muito quando buscamos as respostas.

AMALEQUE, Agague, os amalequitas e Hamã

Os Amalequitas eram um povo que vivia entre o Egito e Israel.
Conforme podemos ler:

“Timna era concubina de Elifaz, filho de Esaú, e teve de Elifaz a Amaleque. São esses os filhos de Ada, mulher de Esaú.”
(Genesis 36:12 ALMEIDA)

O incidente entre os filhos de Israel e os Amalequitas é descrito assim:

“Então veio Amaleque, e pelejou contra e Israel em Refidim. Pelo que disse Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, peleja contra Amaleque; e amanhã eu estarei sobre o cume do outeiro, tendo na mão a vara de Deus. Fez, pois, Josué como Moisés lhe dissera, e pelejou contra Amaleque; e Moisés, Arão, e Hur subiram ao cume do outeiro. E acontecia que quando Moisés levantava a mão, prevalecia Israel; mas quando ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. As mãos de Moisés, porém, ficaram cansadas; por isso tomaram uma pedra, e a puseram debaixo dele, e ele sentou-se nela; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um de um lado e o outro do outro; assim ficaram as suas mãos firmes até o pôr do sol. Assim Josué prostrou a Amaleque e a seu povo, ao fio da espada. Então disse o Senhor a Moisés: Escreve isto para memorial num livro, e relata-o aos ouvidos de Josué; que eu hei de riscar totalmente a memória de Amaleque de debaixo do céu. Pelo que Moisés edificou um altar, ao qual chamou Jeová-níssi. E disse: Porquanto jurou o Senhor que ele fará guerra contra Amaleque de geração em geração.”
(Exodus 17:8–16 ALMEIDA)

Ora, este incidente trouxe sobre eles a maldição de Adonai, que foi completamente cumprida no livro de Ester.

Os últimos descentes de Amaleque

“Depois destas coisas o rei Assuero engrandeceu a Hamã, filho de Hamedata, o agagita, e o exaltou, pondo-lhe o assento acima dos de todos os príncipes que estavam com ele.”
(Esther 3:1 ALMEIDA)

O final deste incidente foi aqui:

“E disse o rei à rainha Ester: Em Susã, a capital, os judeus mataram e destruíram quinhentos homens e os dez filhos de Hamã; que não teriam feito nas demais províncias do rei? Agora, qual é a tua petição? e te será concedida; e qual é ainda o teu rogo? e atender-se-á. Respondeu Ester: Se parecer bem ao rei, conceda aos judeus se acham em Susã que façam ainda amanhã conforme o decreto de hoje; e que os dez filhos de Hamã sejam pendurados na forca. Então o rei mandou que assim se fizesse; e foi publicado em edito em Susã, e os dez filhos de Hamã foram dependurados.”
(Esther 9:12–14 ALMEIDA)

Felizmente, conforme a palavra de Adonai, os Amalequitas não existem mais. Esta maldição recaiu sobre eles devido a sua maldade. A falta de misericórdia com um povo errante no deserto, veja o texto a seguir:

“Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito; como te saiu ao encontro no caminho e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam após ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus. Quando, pois, o Senhor teu Deus te houver dado repouso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor teu Deus te dá por herança para a possuíres, apagarás a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esquecerás.”
(Deuteronomy 25:17–19 ALMEIDA)

Baseado neste texto, a minha conclusão para a sua pergunta, quem é Amaleque. A minha resposta talvez te surpreenda. Não existe nenhum Amaleque, existem muitos Amaleques. Amaleque representa todo povo que se opõe ao Povo de Israel quando o mesmo necessita de apoio, ajuda e misericórdia.

Amaleque nos Dias de Hoje

Na realidade esta maldição que recaiu sobre Amaleque é a mesma que recai sobre todo aquele que se opõe contra a Nação Santa. Não importa se é parente(árabes) ou não(gentios). O que importa é a atitude. Esta maldição divina tem dois aspectos, o primeiro no antro pessoal. Ou seja, o indivíduo recebe em si a maldição no momento em que ele se opõe ao Povo de Israel, pois automaticamente ele está se opondo a Palavra de Deus. O segundo aspecto é no antro coletivo. Líderes, governantes, reis, eles representam sua nação, e quando eles estão em posição de autoridade, a mesma repercute tanto a nível material quanto espiritual. Este é o motivo pelo qual nações são abençoadas e outras amaldiçoadas. A oposição a Palavra de Deus e seus princípios traz sobre elas terríveis maldições, e sobre seu povo a miséria, pode até não ser material, mas com certeza espiritual.

“Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.”
(Genesis 12:3 ALMEIDA)

Que Adonai tenha misericórdia de todos nós e nossos líderes saibam se posicionar ao lado da Palavra de Deus, afim que as maldições de Amaleque não se recaiam sobre nossa nação. E que sejamos co-participantes das benção destinadas a Abraão e sua descendência.

No antro arqueológico, a civilização de Amaleque na região acabou por volta do século X A.C, após as campanhas do Rei Saul. Mais detalhes sobre isso pode ser lido aqui:

Desde Sião, um dia abençoado, Miguel Nicolaevsky

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *