Palestinos: Israel está construindo Terceiro Templo, Al-Aksa está em Perigo

Infelizmente esta notícia é obviamente e apenas, propaganda árabe para incitar o ódio, o terrorismo e a demonização contra o Povo de Israel.

Incitamento palestino nas redes sociais que é financiado pela Autoridade Palestina voltou a todo vapor - Mesquita Al-Aqsa em perigo - Colonos(judeus) entraram nos estábulos de Salomão ao lado da mesquita de Al-Aqsa. A ocupação israelense tem um plano para tomar os estábulos de Salomão e transformar o lugar em uma sinagoga(Terceiro Templo).

O mais ridículo na apelação palestina é que a imagem divulgada por eles demonstra que não entendem nadinha do local, pois na foto, o destaque é da sinagoga do Muro das Lamentações que já existe no local por décadas e não da localização dos estábulos de Salomão que ficam no canto direito superior, debaixo da legenda em árabe.

O Estado de Israel constantemente adverte a Autoridade Palestina sobre seus discursos inflamatórios e que incentivam a perpetuação do terrorismo e da hostilidade entre os dois povos, mas nada muda, principalmente por que a ONU e a Comunidade Européia acham que eles são coitadinhos.

Abaixo, um cartaz palestino com os membros da família do terrorista Ashraf Naalwa detidos pelas forças de segurança de Israel-a caçada continua após o terrorista que cometeu o ataque de assassinato na zona industrial em Barkan.

Uma Pedra Pesada Literalmente

Os palestinos alegaram que a pedra que caiu do Muro das Lamentações prova que Israel criou um plano para destruir a mesquita de al-Aqsa em Jerusalém, foi afirmou um porta-voz da facção Fatah, liderada pelo presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, na mesma semana em que isto aconteceu.

Um guindaste da Autoridades de Antiguidades de Israel foi levado para remover a pedra de 200 kg que caiu na área quase vazia e igualitária, também conhecida como "Ezrat Yisrael". Ninguém ficou ferido.

Os arqueólogos da IAA ainda não determinaram o que causou a queda da pedra antiga.

Desde então, os palestinos usaram o incidente para reavivar sua antiga acusação de que Israel está planejando destruir a mesquita de al-Aqsa para reconstruir o Terceiro Templo.

Osama Qawassmeh, porta-voz do Fatah, disse que o deslocamento da pedra era "um sinal perigoso do que estava acontecendo na mesquita de Al-Aqsa e seus arredores" - uma referência ao trabalho arqueológico que vem acontecendo perto do local do Monte do Templo, por décadas no local chamado de Davidson Center, ou o Parque Arqueológico de Jerusalém.

Fonte: RedeSocial(Facebook, Twitter) dos Palestinos e Arabexpert