Programa a Bíblia Viva em Khirbet Qeiyafa na Judéia com Yehuda Hochman

Top Banner eTeacher

Em minha jornada neste programa a Bíblia Viva em Khirbet Qeiyafa tive o prazer da companhia de Yehuda Hochman, guia, PhD em estudos judaicos e rabino messiânico. Yehuda revela-nos alguns detalhes muito interessantes sobre Khirbet Qeiyafa, não só isso, o quando o relato bíblico do cenário de batalha entre Davi e Golias é preciso. Convidamos a você a conhecer aqui, através das imagens e relatos, alguns dos detalhes geográficos e arqueológicos preciosos que podem ser identificados nestas ruínas.

Khirbet Qeiyafa - Um grande abalo sísmico na escola arqueológica minimalista

Os resultados das expedições em Khirbet Qeiyafa mostraram que sem dúvida alguma, os indícios desta civilização eram israelitas, ligados a era do Ferro, entre 1100 até 900 AC, neste caso, mais para 1000 até 1050 AC, o que incide sem dúvida alguma com o reino de Davi.

As primeiras pesquisas na Fortaleza de Elah, nome da construção dos cruzados que foi descoberta no local, revelaram que o assentamento era muito mais antigo doque os principais indícios que são facilmente identificados no solo.

Duas paredes que foram descobertas debaixo de construções de períodos posteriores se revelaram como indícios do que seria um palácio ou grande armazém de um governante sugeito ao governo central, provavelmente durante o governo de Davi.

Sem dúvida alguma, parece que após 3,000 anos de história estamos diante de indícios arqueológicos que estão abalando o mundo revisionista arqueológico que prevalece nos dias de hoje.

Sem dúvida alguma, a localização desta cidade, Khirbet Qeiyafa a cerca de 30 quilômetros do que era chamado pelos arqueólogos de pequeno reino de Jerusalém, está demonstrando que o reino israelita na realidade estava avançando rumo as planícies e vales que antes eram dominados pelos cananeus e filisteus.

Mais vilarejos como Khirbet Qeiyafa

Sem dúvida alguma, conforme as pesquisas arqueológicas avançam rumos aos vales outrora dominados pelos inimigos de Israel, não tenho dúvidas de que mais vilarejos como estes surgiram, onde as pedras clamarão anunciando a veracidade das escrituras.

Shearaim, Shearim ou Searim

Segundo os arqueólogos, devido a formação da, Khirbet Qaiyafa está diretamente a localização do vilarejo citado na história da luta entre Davi e Golias, e este seria o local da cidade bíblica de Searim.

Searim por sua vez que deveria estar em seus primeiros dias de existência, sem dúvida alguma era o posto avançado dos hebreus na Judeia, pois está localizada em um verdadeiro triângulo de batalha: Azeca, Sucô e Shearim.

Desta forma, não há dúvidas de que oque separava os hebreus dos filisteus era exatamente o Vale de Elah.

E porque o Vale de Elah?

Sendo assim, o Vale de Elah é sem dúvida alguma um verdadeiro berço da civilização, em especial do Reino de Israel.

A localização do vale na região central do país, ligando o litoral a região montanhosa, sua fertilidade foi sem dúvida alguma um dos fatores essenciais para o desenvolvimento das civilizações que passaram por ali.

Além de Shearim, Azeca, Sucô, se encontram nas fraudas do vale outras importantes localizações da antiguidade, a mais importante delas, Gate, a principal cidade dos filisteus na região da Judéia.

Ao norte do Vale de Elah está a cidade de Beit Shemesh pela qual passaram as civilizações cananéias, filistéias e hebreias, ao sul, Maresha e Beit Guvrin, Maresha além de cananéia era fenícia e Beit Guvrin além de judaica foi Nabatéia.

Sem dúvida alguma, a decisão de Saul em acampar alí desafiando os inimigos filisteus foi uma decisão corajosa, mas não podia ser outra, pois os inimigos estavam se utilizando do vale afim de atacar as cidades de Israel na região montanhosa da Judeia.

Instrumentos de Culto Israelitas

Além das descobertas referentes ao que pode ter sido o palácio do governante israelita da cidade no X século AC, algumas outras descobertas muito interessantes foram feitas em Khirbet Qeiyafa.

Entre as descobertas, foram descobertos dois artefatos arqueológicos em foram de modelo de templo, onde provavelmente uma lâmpada era posta no interior ou o incenso era queimado alí, os modelos podem ser vistos ao lado.

Além dos dois modelos encontrado em Khirbet Qeiyafa, dois quartos típicos de culto foram encontrados no vilarejo, como era de costume judaico antigo, antes da prevalecimento do monoteísmo, os hebreus se utilizavam de dois pilares como representação de YWHW ( Adonai ) e da Asera que era considerada por alguns como a esposa de Yaweh.

Não há dúvidas de que os pilares poderiam ter sido utilizados pelos cananeus, mas a presença dos mesmos em uma cidade típica israelita demonstra que se tratava de culto judaico.

eTeacher Banner Central