Qual é o significado do lenço dobrado no túmulo de Jesus depois da ressurreição?

, ,

A Questão do Lenço dobrado: "Qual é o significado do lenço dobrado no túmulo de Yeshua depois da ressurreição?"

Resposta: O detalhe do lenço ou guardanapo dobrado é encontrado no relato da ressurreição de Jesus em João 20:7, 'e que o lenço, que estivera sobre a cabeça, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte' (KJV). Diferentes traduções respeitadas da Bíblia lidam com este verso de maneira diferente. Três deles traduzem o verso com a palavra guardanapo (KJV, AS, RSV). Outros traduzem-lo com "mortalha" (NVI), "lenço" (NVI), ou "pano da face" (NVI). A palavra grega é saudarion, que vem de uma palavra latina para "suor." Pode se referir a uma toalha para limpar o suor da sua face. É usado no grego para denotar uma toalha ou pano, mas não especificamente um guardanapo ou lenço de mesa.

A outra palavra chave é dobrada. O lenço funerário ou o guardanapo estavam dobrados no túmulo? Duas das traduções usam a palavra dobrada (NIV, NKJV). Outros traduzem a palavra como "enrolada" (NASB, ASV, RSV) ou "cilintrada" (KJV). A palavra grega é entulisso, que é uma palavra que pode significar "torcer" ou "entrelaçam". O fato é que não há nenhum acordo que era um lenço de mesa ou guardanapo de mesa e nenhum acordo que foi cuidadosamente dobrado de forma significativa. O significado primário de João 20:7 é que o tecido, que foi colocado sobre a cabeça de Jesus ou o rosto no sepultamento, foi separado do resto de suas vestes funerárias. O significado disso, se houver algum, é desconhecido.

Há rumores de que dobrar o guardanapo na mesa é um costume judeu que significa que a pessoa que dobra o guardanapo pretende retornar. Atém se conta a história de que no costume judaico antigo, os nobres que tinha servos costumavam jogar o lenço na mesa de qualquer modo ao terminarem as refeições. Mas se tivesse dobrado, isto significaria que ele iria voltar. Numerosas fontes de estudo da Bíblia, dos pais da igreja e das fontes judaicas foram verificadas, mas não há nada sobre este costume judaico dos guardanapos dobrados. As únicas referências a esta história parecem ser de postagens na Internet e e-mails que parecem ter se originado em 2007.

Muitos comentaristas e autores da Bíblia usaram essa ilustração criativa para fazer uma aplicação específica à ressurreição e retorno de Jesus Cristo. A verdade é que os lenços ou guardanapos de mesa, como os que usamos hoje, não eram usados ​​nos dias de Jesus. Os judeus faziam uma lavagem das mãos antes das refeições como parte do ritual de comer. Lavar as mãos antes de uma refeição é obrigatório de acordo com a tradição rabínica, mas depois de lavar as mãos, as pessoas as secavam com um pano? Obviamente, mas não há fonte rabínica que discuta como as mãos faziam depois de lavá-las. O dobramento do lenço como um sinal de que um convidado para o jantar foi terminado pode ser bom costume europeu, mas parece que este costume era desconhecido na terra de Israel, no tempo de Jesus.

Outra opção para o "Lenço Dobrado", o Talit

A palavra mais adequada para o tecido utilizado para cobrir o corpo de Yeshua poderia ser o Talit, o Xale de Oração que é utilizado até o dia de hoje pelos judeus em todo Mundo.

Além disso, até o dia de hoje, quando um judeus ortodoxo é sepultado, ele é envolto em panos conforme descrito a seguir:

Chegou, pois, Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro e viu os panos de linho ali deixados, e que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte.

João 20:6–7

Se for assim, a ilustração mais apropriada pode ser sobre o uso do Talit e o Talit dobrado ao lado dos panos que haviam envolvidos o corpo do Mestre Yeshua.

Na tradição judaica antiga era considerado permitido o uso de um objeto que pertence a outra pessoa com a finalidade de cumprir um mandamento. A primeira vez que isto foi posto em escrito foi no Shulchan Aruch que foi escrito no século XVI, baseado em textos da Gemara e da Mishnah que é fazer uso, sendo que o Talit deve ser encontrado dobrado. Pois se não estivesse dobrado, de fato e dono ainda está presente no local, mas se dobrado, é que saiu e voltará.Além disso, no Shulchan Aruch recomenda-se que o Talit seja colocado exatamente como foi encontrado, para que o dono possa voltar e utilizá-lo. Porém, é importante salientar, que de acordo com grego, não há como afirmar que se tratava de um Talit, mas pode ser um pano, um lenço ou até mesmo, realmente um Talit.

A Mishná e a Gemara foram escritas por volta do Século II, e como fontes desta tradição judaica, estão muito mais próximas da tradição européia do uso de guardanapos ou lenços usados na mesa.

O mais importante mesmo é que entendemos que algo tremendo e sobrenatural ocorreu naquele dia em Jerusalém, e que Yeshua com certeza voltará, da mesma forma que se foi. Não será um lenço ou um manto de oração dobrado que fará diferença para aqueles que crêem.

Que Adonai nos livre dos contos que só servem para enganar o seu Povo, e nos faça buscar somente em sua Palavra o verdadeiro alimento espiritual!
Desde Sião,

Miguel Nicolaevsky

Foto: Jesus Film Project Screenshot

3 respostas
  1. Guilherme S. Costa
    Guilherme S. Costa says:

    Shalom,
    Tal pano enrolado ou dobrado não teria relação com aficoman, pois Yeshua é o matzá da vida? A porção escondida para que os discípulos encontrassem e tivessem grande alegria como representado no Seder de Pessach.

    Responder
  2. Renato Andreoli
    Renato Andreoli says:

    Nao precisamos inventar historias, mesmo que belas, para justificar a nossa fé….o amos de Yeshua , sua obra redentora redentora e a sua ressureiçao sao as verdades mais lindas do mundo…..maranatha.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *