Sequelas do Terrorismo, esperando por um milagre

, ,

Sequelas do Terrorismo - Todas as vezes que a relativa paz no Estado de Israel é interrompida pelo som estridente das vítimas to terrorismo palestino, não só eles foram vítimas de assassinos cruéis. No povo de Israel e na sociedade ficam sequelas graves que nem o tempo pode curar.

É como se os milhões de vítimas judaicas ao longo da história continuassem a gritas por justiça e redenção. Eles se juntaram às vítimas de anti-semitismo desenfreado desde a expulsão dos judeus de sua terra há dois mil anos atrás.

Mesmo que o desconforto se siga por apenas alguns dias, a certeza de que a paz entre estes povos possa um dia ocorrer, vai cada vez mais desaparecendo no horizonte da vida.
A primeira coisa que ocorre em Israel após um atentado é um alerta geral. Todas as forças de segurança começam a fazem pente fino nas principais vias. Os engarrafamentos se tornam cada vez mais frequentes por causa das blitz de segurança.
Em cada posto de passagem com os territórios, o ritmo é desacelerado e todo cuidado é pouco. Nos shoppings centers a segurança é reforçada. Nas Estações de Trans e locais onde há grande fluxo de pessoas, viatura são espalhadas.
Estes são os primeiros sinais de sequelas muito mais profundas que levaram anos para sararem, ou talvez isto nunca ocorra.

Sequelas profundas

Como resultado do terrorismo palestino, começam a surgir na sociedade israelense sequelas muito mais profundas, e elas determinarão qual será o futuro dos povos que dividem o mesmo pedaço de terra.
Passam-se dias, meses e anos e o terrorismo palestino não cessa por quase nenhum momento. Duas décadas atrás, um atentado chocava o país, o luto era sentido em cada casa.
Com o aumento dos atentados terroristas e o derramar do sangue judaico sobre esta terra, cada vez mais o povo de Israel foi se acostumando com as tragédias.
Neste mar de violência mútua, o ódio e a insensibilidade assumiram a liderança nos sentimentos. Por um lado o povo de Israel sabe e reconhece a necessidade de outro povo, o palestino.
Por outro lado, cada ato cruel de assassinato de crianças e pais dormindo em sua cama, deixam claro que o abismo que separa os povos é gigantesco.
Enquanto o Povo de Israel santifica e ama a vida. O povo palestinos(árabe) santifica a morte e nela têm prazer.
Cada atentado torna os ouvidos dos israelenses menos sensíveis aos clamores palestinos por independência. Cada atentado palestino torna-os cada vez mais violentos quando não trazem o resultado esperado.
Cada atentado palestino trás uma resposta mais dura por parte de Israel e o ciclo da violência se instaura.

Somente um milagre poderá mudar a situação

Não tenho dúvidas de que somente através da intervenção divina o quadro poderá mudar, pois ambas as sociedades, do jeito que estão, estão rumo a auto-destruição.
Não há dúvidas de que se há um lado certo neste conflito é o de Israel, mas isto não ajuda em nada a resolver o impasse.
Todos nós sabemos que o lado errado é o palestino, mas que legitimando o terrorismo não vai levá-los a luar algum, também não há dúvidas.
Enquanto a situação aparentemente piora dos dois lados da fronteira, apenas uma mudança espiritual e transformadora poderá realmente mudar a dura realidade.
O abismo imenso que separa duas civilizações distantes séculos culturais umas das outras não pode ser desfeito por mãos humanas.

A revolução silenciosa de Adonai

No personagem bíblico de Itai, um dos habitantes da cidade dos filisteus de Gate, podemos ver um exemplo de mudança radical. A curta história de Itai nos revela que uma transformação real ocorreu na vida dele.

“E todos os seus servos iam ao seu lado; mas todos os quereteus, e todos os peleteus, e todos os giteus, seiscentos homens que o seguiram de Gate, caminhavam adiante do rei. Disse o rei a Itai, o giteu: Por que irias tu também conosco? Volta e fica-te com o rei, porque és estrangeiro e exilado; torna a teu lugar. Ontem vieste, e te levaria eu hoje conosco a vaguear? Pois eu vou para onde puder ir; volta, e lei, e contigo teus irmãos; a misericórdia e a fidelidade sejam contigo. Respondeu, porém, Itai ao rei, e disse: Vive o Senhor, e vive o rei meu senhor, que no lugar em que estiver o rei meu senhor, seja para morte, seja para vida, aí estará também o eu servo. Então disse Davi a Itai: Vai, pois, e passa adiante. Assim passou Itai, o giteu, e todos os seus homens, e todos os pequeninos que havia com ele.”

2 Samuel 15:18–22 ALMEIDA

A transformação ocorrida na vida de Itai que poderia ser um inimigo veraz de Davi, toca o coração de todos que se deparam com esta história.
Em um determinado momento ele optou por deixar os filisteus, havia algo entre os filhos de Israel que os diferenciava de seu povo e de todos os outros.
Ao lado de Davi e a seu serviço ele reconheceu que somente o Deus de Israel vive e Reina soberanamente entre todos os povos.
Somente o Deus de Israel pode fazer um inimigo estender as mãos para seu adversário. Somente Adonai pode fazer com que estranhos se sintam realmente em casa.
Somente Adonai pode mudar nossa maneira de pensar, o ódio pode se transformar em lealdade, em cumplicidade, tolerância e identificação.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *