Programa a Bíblia Viva – Tel Dan, a cidade capital da Tribo de Dan

Top Banner eTeacher

PARQUE NACIONAL E RESERVA NATURAL DE TEL DAN

Este local é uma espécie de país das maravilhas: Fluxos de água em toda parte em um rio selvagem e altas árvores.

O Rio de Dan é a maior e mais importante fonte do Jordão. É alimentado pela chuva e neve que escorre através da rocha do monte Hermon, e surge a seus pés em centenas de nascentes, criando uma das fontes cársticas mais abundantes no Oriente Médio com uma produção anual 240 milhões de metros cúbicos de água. Embora o tamanho da reserva seja de apenas 120 hectares, possui três trilhas variadas, uma das quais é parcialmente para cadeira de rodas.

O Moinho de Farinha

Mais adiante há na trilha um moinho de farinha, que operou até 1948, e as ruínas da cidade cananéia de Laís, que foi capturada pela tribo de Dan, durante o período dos juízes. Aqui se encontra o alto, atribuído ao tempo do Rei Jeroboão. O portão da cidade israelita foi restaurada, assim como o portão dos cananeus, talvez seja os primeiros arcos já descoberto. Junto a reserva se encontra o Bet Ussishkin, o Museu Regional da natureza e da arqueologia.

COMO CHEGAR em Tel Dan

Na estrada 99 (Kiryat Shmona-Mas'adeh) cerca de 11 km a leste do cruzamento de Metsudot de Kiryat Shmona, perto do Kibutz Dan.

Abril-Setembro: 8:00-17:00 Outubro-Março: 8:00-16:00 Sextas-feiras: 8:00-15:00

A última entrada ao local uma hora antes da hora de fechar.

Tel. 04-695-1579
Entrada: Adultos: 25 shekels; crianças: 13 shekels Idosos israelenses 50% de desconto
Trilha de acesso para deficientes

Estela de Tel Dan - localizada no Museu de Israel em Jerusalém

Estela de Tel Dan é uma estela negra de basalto descoberta em um sítio arqueológico durante escavações ao norte de Israel em Tel Dan. A Estela de Tel Dan encontra-se atualmente aos poderes do Museu de Israel, em Jerusalém. Foi esculpida a mando de um rei arameu contendo inscrições em aramaico e em alfabeto aramaico, onde se comemorava uma vitória sobre um reino local, com os seguintes escritos: מלך ישראל ("Rei de Israel") e בית דוד ("Casa de Davi"). Não consta a autoria da escrita nesta estela, provavelmente foi o rei de Damasco, Hazael ou um de seus próprios filhos.

A inscrição desta estela gerou múltiplas teorias entre acadêmicos de várias áreas da ciência, porque as letras transliteradas do original aramaico para o hebraico (בית דוד, BYT DWD, Beth David, "Casa de Davi") podem estar se referindo a linhagem de Davi. Até a data da descoberta era a primeira vez em que o nome de um rei de Israel, Davi, tem sido reconhecido entre os epigrafistas, historiadores e arqueólogos. As opiniões teóricas finais do consenso entre os acadêmicos e arqueólogos epigrafistas é que os três fragmentos é uma referência ao Rei Davi, sucessor do Rei Saul e pai do Rei Salomão, rei da primerira monarquia israelita segundo os livros I e II Samuel e I e II Reis, contidos no Tanakh dos judeus ou no Antigo Testamento da Bíblia Cristã.

Banner Camisetas Cafetorah
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *