Teria Israel Atacado na Síria Ontem?

Top Banner eTeacher

Síria - A Televisão da Síria divulgou hoje pela manhã imagens do que disse ser um ataque das Forças de Defesa de Israel - IDF, não muito distante de Damasco, a capital.

Segundo os sírios, o alvo foram armazéns de armamentos do Hezbollah, mas a informação não é muito confiável.

Cerca de uma semana e meia atrás, um funcionário americano disse à CNN que Israel estava por trás do ataque maciço no sudeste da Síria, em vez da coalizão contra o ISIS, que matou mais de 40 pessoas pelo Exército de Assad.

Cerca de um mês atrás, ocorreu um ataque com mísseis contra um campo militar perto da cidade de Homs, ao norte da capital Damasco. Este ataque também foi atribuído a Israel.

Segundo os relatos na Síria e até mesmo no Líbano, os alvos eram instalações de armazenamento de mísseis e logística e munições destinadas ao Hezbollah e às milícias iranianas na Síria.

Segundo testemunhas oculares, o ataque causou danos consideráveis e a morte de 15 ou 20 pessoas que estavam envolvidos, a maioria dos quais não eram sírios.

Apesar da constante acusação da Síria de que o Estado de Israel é quem está promovendo os ataques a bases aéreas em seu território, vale a pena salientar que os maior interessado em acabar com a presença do Hezbollah e de milícias iranianas na Síria é os Estados Unidos.

Os Estados Unidos bem hostis a presença iraniana na Síria, o governo de Donald Trump já entendeu que a mãe de todos os males no Oriente Médio é o Irã com apoio da Rússia. Se os Estados Unidos conseguirem quebrar o poder negativo que a República Islâmica do Irã exerce sobre os outros países, o Oriente Médio se tornará muito mais tranquilo e amistoso a civilização ocidental.

O Irã é quem mais alimenta o conflito entre Israel e os Palestinos.

Foto ilustração: PixaBay

Banner Camisetas Cafetorah