Venda, Cruxificação e Sepultamento Vivo de Crianças

Top Banner eTeacher
Curso Herança Judaica do Novo Testamento

A crueldade chega ao seu extremo e a comunidade internacional encabeçada pela Europa e os Estados Unidos não fazem quase nada para mudar a situação de milhares de crianças que estão em risco.

Segundo a própria ONU, existem testemunhos e provas de crianças que foram decapitadas, cruxificadas e até mesmo enterradas vivas simplesmente por não seguirem a linhagem maldita apregoada pelo ISIS, ou Dash conforme é conhecido em Israel o Estado Islâmico da Síria e do Iraque.

Além do assassinato, muitas crianças são violentadas sexualmente por estes animais sem freios e depois massacradas por eles.

Atém destas atrocidades, milhares estão sendo vendidos até mesmo com etiqueta de preço em seu corpo, isto transformará o Mundo em um verdadeiro inferno sobre a Terra.

Os terroristas chegam ao cúmulo de utilizar crianças que têm deficiência mental, retardamento e autismo afim de se tornarem homens bombas sem que estas tivessem a menor idéia do que estavam fazendo.

As populações de cristãos que vivem no norte do Iraque estão sendo dizimadas e correm o risco de desaparecer, e juntamente com elas, uma requeza cultural que remonta os dias das primeiras igrejas cristãs desde o primeiro século DC.

Infelizmente nós sabemos quem está por detrás de tudo isso, é o próprio Satan que propaga sua teologia de morte e lava a cabeça dos extremistas islâmicos afim de que estes façam aquilo que ele não pode, ceifar vídas de inocentes por onde quer que passam.

Se ainda exitem governos cristãos, ou mesmo ateus mas humanistas que gozam de liberdade e de livre expressão, está na hora de abrirem os olhos e contra-atacarem antes que seja tarde de mais e este câncer ataque também a todos os países do Mundo Civilizado.

Se estes radicais idolatram a morte e o inferno, que eles mesmo recebam aquilo que eles amam.

eTeacher Banner Central
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *